Poder

Emílio Borges Resende é preso novamente pela Polícia Federal

dsc01304

Emílio Borges Resende

Um dos diretores da Associação Bem Viver e dono do Centro de Oncologia Brasileiro (COBRA), Emílio Borges Rezende, foi preso, na manhã desta quinta-feira (06), pela Polícia Federal durante a nova fase da operação Sermão aos Peixes. A prisão se deu no estado de São Paulo.

A informação foi confirmada pela Polícia Federal durante entrevista concedida na manhã desta quinta-feira (06).

Emílio é alvo da operação denominada Voadores, que apura o desvio de cerca de R$ 36 milhões de reais através do desconto de cheques e posterior depósito nas contas de pessoas físicas e jurídicas vinculadas aos envolvidos, incluindo o saque de contas de Hospitais.

Ele também é acusado de ocultar provas ao desfazer de uma aeronave modelo Beechcraft para encobrir supostas transações irregulares com verba desviada do Sistema Único de Saúde. Essa investigação faz parte da 2ª fase da operação Sermão aos Peixes chamada de Abscôndito.

screenshot-2016-10-06-at-08-11-41

Emílio Resende já tinha sido preso na primeira fase da operação em novembro de 2015 por integrar o esquema criminoso que desviou milhões dos cofres públicos da saúde do Maranhão.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

4 comentários em “Emílio Borges Resende é preso novamente pela Polícia Federal”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. RAUL

    JÁ FOI SOLTO DESDE DOMINGO

  2. Envolvida em fraude da Saúde do MA mantém contratos no Tocantins « Neto Ferreira – Conteúdo Inteligente

    […] foi feita pelo próprio dono da empresa COBRA, o empresário Emílio Borges Rezende, que foi preso em 2015 e em 2016 por participação no esquema que desviou milhões da saúde do Maranhão — revelado durante a […]

  3. Empresa envolvida em fraude da Saúde do MA mantém contratos no Tocantins « Neto Ferreira – Conteúdo Inteligente

    […] foi feita pelo próprio dono da empresa COBRA, o empresário Emílio Borges Rezende, que foi preso em 2015 e em 2016 por participação no esquema que desviou milhões da saúde do Maranhão — revelado durante a […]

  4. Empresa citada em esquema da saúde atua nas Prefeituras de São Luís e Imperatriz « Neto Ferreira – Conteúdo Inteligente

    […] duas vezes pela PF durante a operação Sermão aos Peixes; uma em novembro de 2015 e a outra em outubro de 2016. O empresário é acusado de participação em desvios milionários e em ocultação de […]

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários