Poder

CGU denuncia caos na Saúde do governo Flávio Dino

Equipe também identificou depósitos em condições indesejadas.

Durante uma fiscalização, a equipe de auditores da Controladoria-Geral da União (CGU) identificou uma grande quantidade de inseticidas vencidos estocados no depósito central da Secretaria Estadual de Saúde, localizado no município de Rosário.

A quantidade mantida no local era de, aproximadamente, 30 toneladas de produtos, conforme informado pela Unidade Regional de Saúde de Rosário ao secretário Adjunto de Vigilância em Saúde do Estado do Maranhão. Foram encontrados no local, os inseticidas: Alfacipermetrina, Cipermetrina, Temephos e Carbamato.

A equipe da CGU também localizou depósitos de inseticidas em condições indesejadas.

Na visita realizada às sedes das regionais de saúde de Barra do Corda, Presidente Dutra, Itapecuru-Mirim e Rosário verificou-se a inadequação dos espaços prediais destinados à guarda do inseticida. 

Na regional de Barra do Corda, o depósito de inseticida foi identificado numa pequena sala no prédio. Local insalubre, utilizado para guardar diversos materiais. Em Presidente Dutra, a desorganização predomina na parte interna e externa do depósito.

Em Itapecuru-Mirim, o imóvel está em péssimas condições de conservação. O local é insalubre e está com o telhado parcialmente destruído. Algumas paredes apresentam infiltrações. Além disso, constatou-se que o local está servindo de morada para morcegos. Na regional de Rosário, funciona o depósito central destinado ao abastecimento de todas as regionais do estado. A estrutura do local é precária.

Os espaços são insalubres, com paredes e piso úmidos. Os registro fotográficos abaixo demonstram o mau acondicionamento dos inseticidas.

1

2

3

4


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “CGU denuncia caos na Saúde do governo Flávio Dino”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Zé Leite

    Só falta de gestão!!! Não é as OSCIPs, que abocanham uma considerada fatia das finanças do Maranhão, que administram essas unidades hospitalares? Pra que servem? Esse governo segue perdidinho ante a sua absoluta falta de competência pra administrar um grande estado como o Maranhão.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários