Poder

Paciente é transportado em veículo improvisado em Rosário

Sem ambulância na cidade, agentes da Guarda Municipal tiveram que fazer o transporte do acidentado.

rosaro

A cada dia que passa a população de Rosário está mais desassistida. A Prefeitura Municipal, administrada pela prefeita Irlahi Linhares,  não tem ofertado os serviços básicos. Dentre as inúmeras precariedades, destaca-se o descaso com a saúde dos rosarienses. Faltam ambulâncias, equipe médica e um atendimento decente à população.

Na última sexta-feira (9), um homem, que sofreu um acidente de trânsito, foi atendido de forma improvisada pela Guarda Municipal, porque não tinha ambulância para transportá-lo ao hospital. No vídeo, gravado pela própria população, é possível ver o paciente sendo transportado sem maca e sem imobilização.

Segundo informações de moradores, o homem colidiu a motocicleta que conduzia com um carro, e passou um bom tempo estirado no chão com a perna machucada esperando por um atendimento que não apareceu. A vítima foi carregada no banco de trás de uma viatura da Guarda Municipal, com os pés de fora. Com isso, o veículo teve que trafegar com a porta aberta.  Um risco para os guardas e para a vítima. Um verdadeiro absurdo. O fato foi registrado na Avenida Vitorino Freire, no Centro de Rosário.

“Isso mostra como a falta de ambulância coloca em risco a vida dos rosarienses, que já sofrem com o pior sistema de saúde da região e com um hospital municipal quase fechado e constantemente sem médicos. Quando a prefeita Irlahi Moraes assumiu, a cidade tinha nove ambulâncias; agora só se ver uma, mas que tem faltado na hora que o povo precisa. Cadê as ambulâncias de Rosário? Até quando o povo cai ser tratado assim? ” denuncia um morador.

No último dia 4, outro motociclista foi vítima de acidente de trânsito e ficou esperando um bom tempo por uma ambulância para ser trazido para São Luís. O fato lamentável revoltou a população e alguns desabafos foram feitos nas redes sociais. O Blog Neto Ferreira publicou o episódio (Reveja).


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários