Poder

Desembargadora retorna ao cargo prefeito de Itapecuru-Mirim acusado de corrupção

magno-amorim

A desembargadora Maria das Graças de Castro suspendeu a liminar que afastava Magno Amorim do cargo de prefeito de Itapecuru-Mirim, nesta terça-feira (13). Ele estava afastado do Executivo municipal desde o dia 2 de setembro.

Segundo a magistrada, para que haja o afastamento de um prefeito é necessário que se tenha provas concretas da interferência do mesmo no andamento do processo, que de acordo com a desembargadora, não é o caso de Magno Amorim.

“O afastamento de um prefeito de seu mandato eletivo, por ser medida excepcionalíssima, deve ser tomada com necessária prudência e somente quando demonstrado inequivocamente, através de provas concretas, que o gestor está prejudicando a instrução processual a ponto de retardar o andamento normal das investigações ou influenciar no julgamento da ação.”, destacou Maria das Graças.

Magno Amorim foi afastado do cargo de prefeito Itapecuru-Mirim por 180 dias após a Justiça entender que o gestor estava prejudicando as investigações que estão em andamento acerca de várias acusações de corrupção feitas pelo Ministério Público.

img-20160913-wa0070


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários