Poder

Procurador pede para PF investigar SindJus

Denúncia em desfavor do sindicato foi encaminhada pelo Ministério Público do Trabalho.

O Ministério Público do Trabalho (MPT) encaminhou denúncia de irregularidades contra o Sindicato dos Servidores da Justiça do Estado do Maranhão (SINDJUS/MA) à Polícia Federal.

De acordo com a denúncia, a entidade sindical repassou indevidamente quase R$ 2 milhões à Confederação dos Servidores Públicos do Brasil (CSPB). O fato já havia sido publicado neste Blog (Reveja).

As transações ilegais teriam sido realizadas durante a gestão do sindicalista Aníbal Lins, que está afastado da presidência do SINDJUS/MA para disputar um mandato de vereador na Câmara Municipal de São Luís.  Se processado e condenado, Aníbal poderá ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa e ficar inelegível.

No ofício, o superintendente regional do Trabalho e Emprego, Sílvio Conceição Pinheiro, informou que os processos foram encaminhados à Superintendência Regional da Polícia Federal no Maranhão para conhecimento e providências julgadas cabíveis  a cargo desse órgão.

Aníbal informou, por meio de nota encaminhada ao Blog, que a denúncia é maliciosa e fruto de inverdades, sendo um mero instrumento político utilizado para denegrir a imagem de pessoas honradas. Confira a nota na íntegra.

1


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários