Poder

Notas da manhã

Agência

thumbnail_Agencia INSS

Durante reunião com o gerente-executivo do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) de São Luís, Antônio Wilson Furtado, o deputado estadual Júnior Verde (PRB) recebeu a notícia de que a agência do INSS de Zé Doca será entregue até o mês de setembro. O parlamentar foi pessoalmente pedir empenho ao gestor do órgão, acompanhado do prefeito de Zé Doca, Dr. Alberto Carvalho, e do pré-candidato a vereador e presidente do PRB municipal, Prof. Wdson Mendonça, para que a unidade seja inaugurada com a maior brevidade possível.

Para o deputado Júnior Verde, a unidade representará um grande avanço na área social. “Com a inauguração da agência, mais de 100 mil pessoas serão beneficiadas, pois os segurados de Zé Doca e dos municípios vizinhos não serão mais obrigados a se deslocar para buscar os benefícios em outras localidades”, destacou

Impeachment

dilma-Ueslei-Marcelino-reutersO relator do processo de impeachment no Senado, Antonio Anastasia (PSDB-MG), apresenta nesta terça-feira (2), à comissão especial, o parecer que recomendará se a presidente afastada, Dilma Rousseff, deve ser levada a julgamento final na Casa ou se a denúncia contra ela deve ser arquivada. A sessão convocada para a leitura do relatório do senador tucano está prevista para começar ao meio-dia.

Segundo o cronograma do processo de impeachment, os senadores que atuam na comissão especial irão discutir o documento elaborado por Anastasia na quarta-feira (3). Porém, somente no dia seguinte o relatório será votado no plenário do colegiado. Após ser apreciado na comissão, o parecer do senador tucano será submetido ao plenário principal do Senado, independentemente de ter sido aprovado ou rejeitado pelo colegiado. A previsão é de que a análise do relatório no plenário ocorra na próxima terça-feira (9).

Revolta

Morreu na madrugada de segunda-feira (1º) mais uma vítima do incêndio criminoso que aconteceu em Pirapemas, a 180 km de São Luís, no dia 20 de julho. Rosilene da Silva Santos estava internada em estado grave no Hospital Socorrão 2, com 75% do corpo queimado.

Duas pessoas já haviam morrido por causa da gravidade das queimaduras, Raimundo da Conceição Frazão e Maria Francineth da Silva Frazão não resistiram aos ferimentos. Agnaldo da Silva Conceição, Celso da Silva Costa e Rivelino Marques de Araújo ainda estão internadas em estado grave.

Acidente

pistaUm animal solto na pista provocou um grave acidente na BR-135, Km 240, na noite de ontem (1º). Um automóvel colidiu de frente com uma motocicleta. Joilson de Sousa Santos, de 40 anos, não resistiu, e outras cinco pessoas tiveram ferimentos.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, foram registrados cinco acidentes nesta segunda-feira (1º) em rodovias federais que cortam o Maranhão. No total, oito pessoas ficaram feridas e uma faleceu.

Decisão

Devido à precariedade da iluminação pública no povoado Pachorra, no município de São Vicente Férrer, o Ministério Público do Maranhão propôs, em 20 de julho, Ação Civil Pública de obrigação de fazer contra o referido Município, solicitando que a Justiça determine a reposição de lâmpadas defeituosas, bem como a colocação de novos postes nos logradouros, no prazo sugerido de 60 dias, na referida localidade.

Em caso de descumprimento, foi sugerida a imediata suspensão da cobrança da Contribuição para Custeio do Serviço de Iluminação Pública aos moradores do povoado, até o completo restabelecimento do serviço. Também foi sugerida a cobrança de multa diária no valor de R$ 5 mil, a ser paga por quem estiver à frente do Executivo Municipal.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Notas da manhã”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Ronilson

    Até quando seres humanos serão vitimados por essas bestas soltas nas estradas, sem que as autoridades tomem providências? Infelizmente, os jumentos se tornaram uma praga que tem que ser combatida urgentemente. Já não tem mais uso nas propriedades rurais e se reproduzem rapidamente, tornando-se um tormento para os prefeitos que não tem o que fazer com eles e por isso os soltam nas cidades vizinhas ou nas estradas. Solução simples seria exportar a carne e o couro para os países asiáticos e europeus onde a carne é largamente consumida, porém a burocracia por aqui impede o Governo de tomar uma atitude.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários