Poder

João Alberto diz que votou contra Dilma para não ficar isolado no Maranhão

João-Alberto

Baixa que complicou ainda mais a situação da presidente afastada Dilma Rousseff na votação do impeachment no Senado, o presidente da Comissão de Ética da Casa, João Alberto de Souza (PMDB-MA) culpou o isolamento político no estado, e a hostilidades do grupo do governador Flávio Dino (PCdoB), pela virada de seu voto ontem a favor da cassação do mandato da petista. Ele rejeita a pecha de “traidor” e diz que votou também em função da conjuntura política: a presidente afastada, sem votos na Câmara e Senado, não tem condições de voltar a governar.

Ele nega também que tenha mudado o voto a pedido de seu mentor político, o ex-senador José Sarney. João Alberto votou contra a admissibilidade do impeachment na primeira votação em plenário por considerar que não houve comprovação da prática de crime de responsabilidade.

— No PMDB, de 18 senadores, só a Kátia Abreu e o Requião ficaram com Dilma. Eu não posso ficar isolado num estado em que o governador nos hostiliza. Ninguém me cobrou por minha escolha. No Senado sou muito bem respeitado. Faço tudo de cabeça erguida — disse o senador João Alberto.

Ele disse que não esteve com Dilma. Líderes do PT disseram que João Alberto foi procurado pelo governador Flávio Dino para tentar segurar seu voto contra o impeachment, sem sucesso.

— O Flávio Dino foi falar com ele. Mas seus aliados disseram que ele ia ficar mal com o lado de lá e nem seria bem recebido no grupo de Dino — contou um dos senadores do PT.

João Alberto disse que decidiu seu voto ontem depois de conversar com colegas senadores, que lhe alertaram sobre os problemas para o país com a possível volta de Dilma.

— Votei pelo afastamento da presidente Dilma mais em função da conjuntura. Se ela não tiver maioria no Senado e na Câmara fica muito difícil governar. Eu gosto muito de Dilma, não tenho absolutamente nada contra ela, mas a conjuntura não lhe é favorável — disse João Alberto.

Do jornal O Paraná


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “João Alberto diz que votou contra Dilma para não ficar isolado no Maranhão”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Nilo

    Esse traíra disse que gosta muito da Dilma. Agora imagina se não gostasse. Uma punhalada dessa pelas costas, nunca mais vai ter o meu voto.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários