Poder

Retatório cita irregularidades na Saúde de Lago Verde

A auditoria teve por finalidade verificar a utilização de recursos e assistência ao usuário.

O Município de Lago Verde não vem atendendo às normas do Ministério da Saúde, princípios e diretrizes da Política Nacional da Atenção Básica, Política Nacional de Saúde e Sistema Único de Saúde-SUS. Foi o que apontou o relatório do Departamento Nacional de Auditoria do SUS (DENASUS).

A auditoria teve por finalidade verificar a utilização de recursos e assistência ao usuário, entre janeiro de 2011 e setembro de 2013. Durante a fiscalização foi constatada a prática de nepotismo na Prefeitura Municipal de Lago Verde. Uma série de não conformidades também foram identificadas pelo DENASUS.

Dentre elas: descumprimento da carga horária pelos profissionais integrantes das equipes da Estratégia de Saúde da Família; falta de atualização do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES); inexistência de programação e planejamento para implantação das ações de atenção à saúde; pessoas não habilitadas executando as atribuições de Agentes Comunitários de Saúde; remanejamento constante de profissionais médicos nas UBS; não utilização de carimbo e/ou assinatura dos profissionais nos registros de atendimentos odontológicos.

A análise da documentação realizada in loco também apontou irregularidade quanto a não comprovação de despesas realizadas no exercício de 2013. A Prefeitura de Lago Verde é comandada pelo prefeito Raimundo Almeida.

a

b


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários