Poder

Procuradoria Eleitoral aciona PSC por propaganda irregular de Edivaldo Holanda Júnior

Partido permitiu que pré-candidato a reeleição ao cargo de prefeito da capital usasse o tempo do partido na TV para promover sua gestão

2073bca8-3dfd-4c5c-8d1c-2f6703ce98ae

A Procuradoria Regional Eleitoral no Maranhão (PRE/MA) representou o Partido Social Cristão (PSC) junto ao Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE/MA) por prática de propaganda partidária irregular. No dia 2 junho deste ano, o Partido divulgou propaganda com a participação de filiado de outro partido, Edivaldo Holanda Júnior, pré-candidato a reeleição para prefeito de São Luís, do Partido Democrático Trabalhista (PDT), o que é vedado por lei.

O PSC permitiu que Edivaldo Holanda Júnior utilizasse 25, dos 30 segundos do vídeo que foi ao ar, para informar aos eleitores de suas realizações enquanto prefeito da capital do Maranhão.

edivaldoeveraldo

Segundo a PRE/MA, o conteúdo do programa deixa claro que o PSC submeteu-se a ser veículo de propaganda do PDT e da futura candidatura de Edivaldo Holanda Júnior ao cargo de prefeito. Além da veiculação do dia 2, a mesma propaganda foi transmitida nos dia 11, 18 e 25 de junho, com duas inserções em cada um deles, totalizando tempo de três minutos e trinta segundos.

Dessa forma, a PRE/MA pede que o Partido Social Cristão (PSC) sofra cassação do direito de transmissão que realizaria no próximo semestre, no equivalente a cinco vezes o tempo das inserções irregulares.

Cópia dos autos foi ainda encaminhada aos promotores eleitorais para apreciação do caso sob a ótica da propaganda eleitoral antecipada.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

3 comentários em “Procuradoria Eleitoral aciona PSC por propaganda irregular de Edivaldo Holanda Júnior”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Rafael

    Ainda é um processo inicial, ninguém ainda foi julgado, muito menos condenado a nada, vamos ter calma, pois eu particularmente não achei que configurasse nenhum crime eleitoral.

  2. JOAQUIM

    Tudo buscam incriminar, apesar de ainda não está em periodo de campanha transmitida, mas não vejo que se encaixa em crime politico.agaurdar pra ver!

  3. Marcio

    Não vi nada que configurasse como crime eleitoral, mas vamos esperar a decisão da justiça.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários