Poder

Prefeito é acusado de contratar fantasmas em Porto Franco

IMG_7397

O Ministério Público do Estado do Maranhão ajuizou ação de improbidade administrativa contra o prefeito de Porto Franco, Aderson Marinnho filho, conhecido como Adersinho.

A ação ajuizada se deu em razão de nomeações de servidores fantasmas nomeados em atos administrativos que eram mantidos secretamente pelo prefeito e com a ajuda dos sete vereadores governistas, que nunca aprovaram os requerimentos de solicitações de informações protocolados por outros vereadores na Câmara Municipal de Porto Franco.

O gestor deve ser acusado de cometer crimes de improbidade administrativa, danos ao erário e violação dos Princípios da Administração Pública.

Porto Franco ocupa posição de um dos piores municípios do Brasil no quesito transparência. Fere o princípio da publicidade, da transparência e a Lei de responsabilidade fiscal que determina que todas as prefeituras devam disponibilizar as ações administrativas do município em portal da transparência alimentado pela gestão em exercício.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários