Poder

STJ nega recurso de vereador acusado de tramar assassinato

O ministro do Superior Tribunal de Justiça, Felix Fischer, negou o recurso do vereador de Barra do Corda, Paulo Roberto de Lima Bandeira, o “Paulim Bandeira”, acusado de participar do assassinato do ex-vereador Aldo Andrade, ocorrido no dia 22 de setembro de 2012.

“Destarte ausente quaisquer vícios do decisum, embargados de rigor, rejeição dos presentes e embargada a declaração. Rejeito, portanto, os embargos de declaração. Brasília 30 de maio de 2016. Ministro Felix Fischer, relator”.

Ao ser pronunciado por ser o mandante do crime do vereador Aldo Andrade, “Paulim Bandeira” recorreu ao TJ/MA, mas foi negado e pronunciado para julgamento em Barra do Corda. Recorreu novamente ao STJ, em Brasília (DF), que negou o recurso e devolveu o processo ao poder Judiciário do Maranhão. Ao que tudo indica, o vereador deve ir a júri popular


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários