Poder

Sobrinho de Murad lavou verba da Saúde com lancha, carros e academia de luxo

Ele foi denunciado pelo Ministério Público Federal. Procurador acusa Sobrinho de Ricardo Murad de lavagem de dinheiro.

Levado para depor na Operação Sermão aos Peixes que cumpriu 13 mandados de prisão preventiva, o empresário Rômulo Augusto Trovão Moreira Lima foi apontado pelo Ministério Público Federal (MPF) como mais um integrante da organização criminosa liderada pelo ex-secretário de Saúde Ricardo Murad, marido de sua tia Tereza Murad, prefeita de Coroatá.

Segundo a denúncia da Procuradoria da Repúnlica, Rômulo lavava dinheiro oriundo de esquema na Escola Crescimento, onde a companheira dele, Danielle Buna, é sócia; e na Academia Personal Group.

Na denúncia diz que Trovão usou um laranja, identificado como  Joelson Pereira, tanto para desviar dinheiro público como para lavá-lo, posteriormente.

Embora não se saiba exatamente o valor desviado por ele, os dados demonstram várias condutas praticadas com o objetivo de lavar o dinheiro desviado. Ele comprou lancha de R$ 220 mil e carros de luxo que somados passam de 400 mil.

“Rômulo vale-se de aportes financeiros na Escola Crescimento e de investimentos na academia e do uso do laranja para a compra de bens móveis, pagamento de cartões de crédito e depósito em conta poupança”, aponta trecho da denúncia.

Foi constatado que houve uma contribuição de Rômulo para a formação do capital social da Escola Crescimento com pelo menos R$ 765 mil. Além, do mesmo deter poder de comando na Academia Personal Group, mesmo sem figurar como sócio da empresa.

A

B


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários