Poder

Rodoviários ameaçam cruzar os braços, se empresários não aceitarem as reivindicações

O Sindicato dos Rodoviários pede reajuste salarial de 15%, mas os patrões ofereceram aumento de apenas 6,5%, bem abaixo do que está sendo exigido.

Greve-dos-motoristas
Nesta quinta-feira (2) o Sindicato dos Rodoviários do Maranhão, realizou Assembléia Geral que contou com a presença de trabalhadores do setor de fretamento, que atuam no transporte intermunicipal e interestadual. O encontro aconteceu na sede da entidade na Rua Afonso Pena, Centro.

Na ocasião o Presidente, Isaias Castelo Branco, levou ao conhecimento da categoria, a contraproposta feita no inicio da semana pelos empresários. O Sindicato dos Rodoviários pede reajuste salarial de 15%, mas os patrões ofereceram aumento de apenas 6,5%, bem abaixo do que está sendo exigido.

Outro ponto debatido é o ticket alimentação. A proposta dos rodoviários é um reajuste em torno de 20%, que também está sendo rejeitada pelos empresários. No encontro, Isaias Castelo Branco, foi firme nas colocações. Ressaltou que não vai abrir dos direitos da categoria e afirmou que se as exigências não forem atendidas, será decretada greve do setor.

A paralisação deste serviço poderá acarretar em uma série de transtornos a população. São esses trabalhadores que realizam viagens de um município ao outro, dentro do Maranhão e de um estado para o outro também, ou seja, os ônibus que saem da rodoviária de São Luís, aos mais variados destinos, terão seus trajetos interrompidos, devido à greve.

Na Assembléia os trabalhadores rejeitaram as propostas dos empresários e se a questão não for definida até o final dessa semana, a partir da zero hora de terça-feira (7), motoristas, cobradores e fiscais do setor de fretamento irão cruzar os braços.

“Nesta sexta-feira (3), está previsto uma nova rodada de negociações entre o Sindicato dos Rodoviários e os empresários. Por diversas vezes já nos reunimos e nada foi acordado. Tomamos a iniciativa de realizar uma Assembléia Geral, para deixar a categoria ciente de tudo o que está acontecendo. Os próprios trabalhadores concordaram com uma greve do setor, caso os patrões permaneçam irredutíveis. Sexta-Feira é nosso prazo limite. Se não chegarmos a um denominador comum esses profissionais irão sim, cruzar os braços”, avalia Isaias Castelo Branco, Presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Rodoviários ameaçam cruzar os braços, se empresários não aceitarem as reivindicações”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Rafael

    Rodoviários são orientados a realizar greve pelos patrões, sob pena de demissão. patrões dão um aumento menor e dizem que estão tendo prejuízos e que por isso vão ter que aumentar as passagens.
    A história se repete.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários