Poder

Preso em operação da PF tenta assumir vaga de vereador

Matias Pancadão já foi alvo da Polícia Federal em novembro de 2015 durante a operação Quilópode, que investigava crimes contra a Previdência.

pancadao-2-425x250

O empresário e suplente de vereador de Vargem Grande, Matias Pancadão (PR), está tentando assumir nos próximos dias a vaga do vereador Germano Barros (PSD), que se licenciou para fazer um tratamento de saúde.

Matias Pancadão já foi alvo da Polícia Federal em novembro de 2015 durante a operação Quilópode, que investigava crimes contra a Previdência.

Na época foi cumprido um mandado de busca e apreensão na casa do empresário e ele foi conduzido coercitivamente para a sede da Polícia Federal para prestar esclarecimentos, ao chegar ao local foi preso em flagrante, pois foi encontrado provas que o incriminaram.

Matias Pancadão passou três meses no presídio federal, localizado em Paço do Lumiar, pois conseguiu um habeas corpus e a Justiça aplicou várias medidas cautelares, inclusive o uso da tornozeleira eletrônica.

Matias Pancadão é dono da casa de eventos Bam Bam Bam. Além disso, é apoiado pelo deputado federal Waldir Maranhão.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários