Poder

Se depender de Sindicato, Creche Sementinha sairá da sede da Assembleia Legislativa

A creche atende os filhos dos funcionários da Assembleia.

Blog do Luís Cardoso

assembleia

Com a possibilidade do Sindicato dos Servidores da Assembleia Legislativa do Maranhão (Sindsalem) ser desalojado do prédio daquele poder, dirigentes sindicais irão pedir a retirada da Creche Sementinha do local, que funciona na sede do Legislativo. A creche atende os filhos dos funcionários da Assembleia.

Para o presidente do Sindsalem, a cheche estaria na mesma situação do sindicato. Ou seja: ocupando indevidamente a sede do Legislativo. Ele considera que a Assembleia não tem como finalidade preservar e manter escolas no terreno de seu prédio.

O Sindsalem, desde que foi fundado, ocupa salas nas dependências da Assembleia, com o uso de móveis, computadores, internet, sem pagar água, nem luz, telefone e cafezinho.

O Sindicato deu um tiro no pé quando iniciou a luta pelo fim dos servidores fantasmas ao esquecer que 234 funcionários que se imaginavam estáveis foram admitidos depois de 1983, data estabelecida pela Constituição Federal promulgada em 1988. Depois deste período, só através de concurso. E a maioria dos agora revelados não estáveis é filiada à entidade.

E criou problemas para sua diretoria que tem 32 membros e estão todos à disposição da entidade. Ou seja: recebem mas não trabalham.

Pela lei “é assegurado ao servidor no direito à licença sem remuneração para o desempenho de mandato em confederação, federação, associação de classe ou sindicato representativo da categoria.”

Ocorre que todos os membros estão recebendo pela Assembleia Legislativa e se não trabalham, são fantasmas e podem ser exorcizados se assim a presidência da Casa entender melhor. E mais: a maioria foi admitida depois de 1984.

O presidente do Sindicato, Luis Noleto, por exemplo, recebe mais de R$ 8 mil sem pregar uma barra no sabão. Vive como sindicalista profissional e deve devolver ao erário mais de R$ 500 mil pelos anos que recebe ilegalmente.

O blog não sabe quanto o Sindicato arrecada, mas com certeza daria para pagar o salário de seu presidente.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

2 comentários em “Se depender de Sindicato, Creche Sementinha sairá da sede da Assembleia Legislativa”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Edgar Ribeiro

    Rapaz eu sou totalmente imparcial diante desse imbróglio. Mas quanta mentira em uma pastagem só!

  2. BOCUDO

    Neto nem acredito que vc postou isso….
    Post no blog que quem quer acabar com a creche é o Presidente Humberto Coutinho; que cortou o almoço das crianças da creche e vcs não falaram nada….

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários