Poder

Pacientes passam a noite na CEMARC em busca de consulta

Até os idosos são submetidos ao tratamento desumano.

IMG-20160517-WA0002

Quem precisa marcar consultas ou exames na rede pública municipal de São Luís precisa ter coragem, disposição e muita paciência. Afinal, conseguir uma senha não é tarefa fácil. Para conquistar o feito, é preciso chegar no local antes do nascer do sol.

Já virou rotina as longas filas formadas, ainda pela madrugada, na Central de Marcação de Consultas e Exames (CEMARC), no Bairro da Alemanha. As pessoas se arriscam para conseguir um direito social básico, que tem sido negligenciado pela Prefeitura de São Luís e pela Secretaria Municipal de Saúde.

Idosos, não poucos, também se submetem às filas. Alguns chegam a dormir no chão, outros levam cadeiras, e a maioria improvisa um assento. Não importa se é novo ou velho, o tratamento desumano é dado a todos que recorrem ao local. O cenário é triste e revoltante; evidencia o descaso e a falta de respeito da gestão municipal para com a saúde dos ludovicenses.

Esse é apenas um ponto, de uma série de situações complicadas e delicadas, propiciadas pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior e a secretária Helena Duailibe à população de São Luís. O Blog já denunciou, por diversas vezes, a precariedade dos serviços ofertados pela prefeitura de São Luís e a revolta dos cidadãos pela incompetência dos gestores municipais.

Até quando os ludovicenses sofrerão com gestores despreparados, egoístas e incompetentes?

IMG-20160517-WA0003


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Pacientes passam a noite na CEMARC em busca de consulta”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Rita

    eles dormem na fila, e quando é pela manhã antes das 8 quando passo pro trabalho não tem mais niguem, foram todos atendidos ou seja, tão dormindo na fila pra que mesmo? Acho que se forem pela manhã são atendidos, virou cultura isso desde Tadeu e eles pensam que até hoje funciona assim.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários