Poder

Mãe denuncia dificuldade em conseguir medicação para filha em São Luís

Também desabafa o destrato do superintendente da SUMAPA, Márcio Leones.

O Blog recebeu a denúncia de uma mãe que vive um drama com a filha especial, que depende de medicamentos e alimentação da Secretaria Municipal de Saúde de São Luís.  Mas, de acordo com a queixa, é com muita dificuldade e insistência que a mãe consegue os medicamentos para a filha.

A paciente em questão é a Eliane Leite Ximenes, que tem paralisia cerebral, e precisa de três medicações e uma alimentação especial, denominada enteral. Essa forma de nutrição é feita através de uma sonda, onde os alimentos são introduzidos na forma líquida ou em pó.

A mãe de Eliane recorreu à justiça para conseguir as medicações; mesmo com a determinação judicial favorável, ela ainda tem encontrado muitos obstáculos. “Todo mês tenho que ir lá buscar e brigar pelo direito da minha filha. Sempre que vou pegar a medicação pego chá de cadeira, sou humilhada e destratada”, desabafou.

Na quinta-feira passada, cansada da situação, a mãe de Eliane tentou falar com a secretária de Saúde, Helena Duailibe, mas foi impedida pelo superintendente de Material e Patrimônio (SUMAPA), Márcio Leones. Ela alega que foi ameaçada pelo superintendente, que chegou a dizer que cancelaria as medicações, que ele teria conseguido a ela, caso falasse com a secretária.

Além dessa triste situação, a mãe relata que as medicações e alimentação sempre vêm erradas. A Eliane depende dessa medicação para sobreviver, pois sofre problemas sérios de convulsão. Infelizmente, a mãe dela não tem a quem recorrer, e nem dinheiro para comprar os remédios e a alimentação especial. 

“Eu apenas estou lutando pelo direito da minha filha. Acredito que a secretária Helena Dualibe nem esteja sabendo o que acontece na SUMAPA, e nem que o superintendente trata as pessoas muito mal. Hoje eu fui humilhada, amanhã pode ser outra pessoa”, relatou.

13174053_612316862258924_8651793546364417464_n


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários