Poder

Flávio Dino e Márcio Jerry “enterram” Waldir Maranhão

flavio-dino-waldir-maranhao-marcio-jerry-e1462883415229-940x540

O secretário de Comunicação e Assuntos Políticos do Estado, Márcio Jerry, mais uma vez faz jus ao apelido de “Coveiro”, como é conhecido em Imperatriz, ao conseguir juntamente com o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), ter a capacidade de afundar o presidente interino da Câmara, o deputado federal Waldir Maranhão.

Os comunistas cobiçaram de todas as formas e conseguiram fazer Maranhão votar contrário ao processo de admissibilidade do impeachment no dia 17 de abril.

Não satisfeitos, levaram o deputado do PP para uma armadilha, diga-se passagem de muito mal gosto, na última segunda-feira (09), na tentativa de anular o processo de abertura do impedimento de Dilma, aconselhado por Flávio Dino, e horas depois revogou a anulação.

Dino e Jerry simplesmente “enterraram politicamente” Waldir Maranhão e sua sobrevivência na Câmara Federal. E isso, sem sombra de dúvidas, não tem valor que pague.

As orientações dadas pelo governador e seu auxiliar a Waldir Maranhão no impeachment gerou um desconforto na família do parlamentar que vive momentos de hostilização nas ruas e redes sociais.

Em consequência de tais atitudes intempestivas tomadas, Maranhão corre sério risco de ser expulso do seu partido, o Partido Progressistas. Ele foi até ameaçado pela bancada do PP para que renunciasse ao cargo de vice-presidente.

Waldir Maranhão deverá também ser investigado pela Comissão de Ética da Casa por abuso de poder. Tudo isso é resultado dos conselhos de Flávio Dino, que queria de todas as formas barrar o impeachment.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários