Poder

Filho de Waldir Maranhão se diz “arrependido” e vai devolver dinheiro ao Tribunal de Contas

"Infelizmente, o fato aconteceu, que cabe agora é reparar os danos porventura causados, tendo em vista que não o cometi com dolo ou má-fé", diz o documento

O médico Thiago Augusto Azevedo Maranhão Cordoso, filho do presidente interino da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP-MA), protocolou documento na tarde desta quinta-feira (19), no Tribunal de Contas do Maranhão, confirmando que vai devolver aos cofres públicos a verba recebida no período em que esteve ausente de suas funções.

No documento, o filho de Waldir Maranhão se diz arrependido, reconhece os erros, equívocos cometidos e alega que não cometeu a irregularidade com dolo ou ma-fé.

Este requerente vem repetidamente manifestar o seu arrependimento e o interesse em reparar os danos causados ao erário, com a devolução dos valores. Infelizmente, o fato aconteceu, i que cabe agora é reparar os danos porventura causados, tendo em vista que não o cometi com dolo ou má-fé“, diz o documento

Thiago Maranhão foi condenado na terça-feira (17), pelo o juiz titular da Vara de Interesses Difusos Douglas Martins, a devolver R$ 235 mil e teve a indisponibilidade de bens como – por exemplo -, bloqueio online de ativos financeiros, bloqueio de veículos devendo constar a restrição de transferência no Detran-MA.

Ele foi nomeado em 2013 no Tribunal de Contas do Maranhão recebendo salário de R$ 7,5 mil e auxílio alimentação de R$ 800, mas atuava como médico e fazia residência no Rio de Janeiro desde o ano de 2011.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários