Poder

Deputados do PP vão pedir expulsão de Waldir Maranhão do partido

Medida é em represália à decisão de tentar anular sessão do impeachment. Presidente do partido disse que Comissão de Ética receberá representação.

Do G1, em Brasília

Um grupo de parlamentares do PP informou nesta segunda-feira (9) que pedirá a expulsão do presidente interino da Câmara, deputado Waldir Maranhão (PP-MA), do partido. A medida é em represália à decisão de Maranhão de tentar anular a sessão que aprovou a admissibilidade do impeachment da presidente Dilma Rousseff, ocorrida no dia 17 de abril. Ele acolheu pedido do advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, e determinou que nova sessão seja marcada.

O deputado do PP, que é vice-presidente da Câmara, substituiu Eduardo Cunha (PMDB-RJ) na presidência na semana passada após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de afastar o peemedebista.
O argumento dos deputados do PP é que Maranhão desrespeitou determinação do partido para que todos os parlamentares da legenda votassem favoravelmente à abertura do processo de impeachment. Na ocasião, o voto de Maranhão foi contra o processo.

O deputado Julio Lopes (PP-RJ) disse que irá protocolar ainda nesta tarde o pedido de expulsão na Comissão de Ética do PP e acionará a Executiva Nacional da legenda para pedir a imediata suspensão da filiação dele e das funções que exerce em nome do partido, como a vice-presidência da Câmara.

“Estou requerendo a expulsão ao mesmo tempo que peço liminarmente a suspensão dele das funções que exerce em nome do partido, que é o caso da vice-presidência da Câmara, uma vez que ele foi indicado pelo partido para o cargo”, explicou Julio Lopes.

O pedido de expulsão de Maranhão é endossado pelo deputado Jerônimo Goergen (PP-RS). Em nota, ele disse que o presidente em exercício da Câmara “já não reúne as mínimas condições de integrar o Partido Progressista”.

Ele pretende ainda enviar ofício à liderança do PP na Câmara para que o partido assine um recurso coletivo com as demais siglas para derrubar o ato da presidência interina. O presidente nacional do PP, senador Ciro Nogueira (PI), informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que, assim que receber a representação contra Maranhão, irá encaminhá-la ao Conselho de Ética do partido.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários