Poder

Após 6 meses, o caso Ítalo Diniz continua sem solução

11755791_789310554520969_5916087218640201307_n
O assassinato do blogueiro Ítalo Diniz, ocorrido no dia 13 de novembro, em Governador Nunes Freire, ainda continua sem solução. O caso já está sob a responsabilidade da Polícia Civil há 6 meses.

A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) declarou, por meio de nota, que a situação é preocupante e que já apurando as circunstâncias das mortes, que podem estar relacionadas aos conteúdos divulgados pelos blogueiros, os quais usavam seus blogs para criticar políticos locais, além de publicar e reproduzir reportagens sobre a região.

Segundo a Abraji, já foram ouvidos colegas de ítalo Diniz, que afirmaram o crime foi represália contra o comunicador por sua atuação no blog. A Associação também afirmou que Luciano Tavares, outro comunicador da região de Governador Nunes Freire, disse ao Comitê para Proteção de Jornalistas (CPJ) que Diniz “irritava apoiadores do ex-prefeito da cidade [adversário do atual]” com suas críticas.

Uma pessoa próxima a Diniz disse à entidade estar certa de que a morte dele teve razões políticas. Além da página na web, Diniz também trabalhava como assessor de imprensa do prefeito de Governador Nunes Freire, Marcel Curió (PV).


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários