Poder

Idosa é vítima de cárcere privado dentro do Banco do Brasil em São Luís

Uma idosa, identificada como Maria Tereza, foi vítima de supostas acusações gravíssimas de estelionato, no Banco do Brasil, localizado no bairro do Cohatrac, em São Luís.

O Blog do Neto Ferreira entrou em contato com a família da idosa, que detalhou toda a situação constrangedora vivida pela vítima.

confusão 1

Segundo informações colhidas pelo Blog, Maria Tereza é do estado de São Paulo e reside na cidade de Santos (SP) e está passando uma temporada em São Luís, por isso se dirigiu até a agência bancária para sacar o seu benefício do INSS, pois recebe auxílio-doença. Ao chegar ao local, o atendente do banco pediu os seus documentos e pediu para que ela esperasse. Nesse momento, um dos seguranças da agência abordou a idosa e disse que ela deveria esperar o atendimento em uma sala reservada.

Ao entrar no local, a vítima ligou para sua filha e relatou o que estava acontecendo, enquanto isso a gerência do banco chamou a polícia para averiguar a situação e não deixou a idosa sair do local, a mantendo assim, em cárcere privado. “Para os funcionários a minha mãe era uma estelionatária, porque quando solicitou o benefício apresentou uma carteira de identidade diferente da qual constava nos registros, pois quando deu entrada no INSS na cidade de Santos, eles pediram a atualização do RG e por isso houve modificações. Ela disse isso ao atendente, mas esse desconfiou da veracidade das informações”, afirmou a filha da vítima, Teresa Cristina.

Ainda de acordo com as informações, após a chegada dos policiais militares e da família da vítima, começou uma confusão. E durante o tumulto, um dos seguranças do banco deu um tiro em direção ao marido de Teresa Cristina, colocando em risco a vida de várias pessoas. Em seguida, todos foram para delegacia, onde foram esclarecidos os fatos e registrado um Boletim de Ocorrência por parte da idosa, que sofreu o constrangimento.

Os familiares de Maria Tereza afirmaram que vão entrar com uma ação na Justiça contra o Banco do Brasil e a empresa de segurança privada que presta serviço para a agência.

Veja abaixo o vídeo da situação constrangedora:


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

14 comentários em “Idosa é vítima de cárcere privado dentro do Banco do Brasil em São Luís”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Eunice Fuentes

    Cada uma que vou te contar,

  2. Armando Pinto

    Existem estelionatários de todas as idades, do momento que a dúvida ocorreu em razão da senhora utilizar 02 RG diferentes, o fato tinha que ser investigado sim e a decisão de mandar aguardar em uma sala privada foi acertada. A falha do vigilante da empresa contratada foi ter disparado um tiro desnecessário. A polícia agora deve investigar com rigor, o motivo pelo qual a mulher utiliza dois documentos diferentes e exigir a demissão do vigilante por absoluta falta de controle emocional para portar armas de fogo.

  3. jackson sousa

    SOU VIGILANTE E CONCORDO PLENAMENTE COM AS PALAVRAS DO SR. ARMANDO PINTO! AS ACOES TOMADAS FORAM CORRETAS OQUE FALTOU FOI PROFISSIONALISMO AO COLEGA VIGILANTE, AGORA SE DEVE APURAR POR QUAL O MOTIVO LEVOU ELE A DISPARAR SUA ARMA DE FOGO.

  4. Alexandre

    ‘Armando…’ comentou justamente o que eu ia falar.

  5. Diego

    A ação de levar uma pessoa a uma sala restrita contra sua vontade está correto? Funcionarios de banco ou vigilancia privada tem poder de policia para manter uma pessoa em carcere privado? Acredito que os amigos que comentaram acima desconhecem a Constituição Federal, como direito de ir e vir e principos juridicos como presunção de inocencia, seria muito interessante os mesmos procurassem no Google antes de tecer comentarios afirmativos. Sobre a ação da vigilancia em disparar o tiro em local fechado, colocando em risco dezenas de pessas para qulaquer leigo a desproporcionalidade da ação não seria dificil de ser compreendido. Mas a justiça serve para isso para cada qual provar se a ação estava correta e no caso da acusação do banco para infelicidade do mesmo ele estava totalmente equivocado. #ficadica

  6. Vamos estudar que tá ficando feio viu?

    Primeiro: O auxílio-doença é devido para quem estiver incapacitado para o trabalho, regra previdenciária, com certeza tem fraude, como objeto de suspeição na petição. Principalmente como aborda o índice fraudulento no MA, a PF, inclusive, andou fazendo várias operações sobre isso para combater o deficit na Previdência.

    Segundo: A repressão militar, é digna, pois se houve fraude, é um flagrante delito e, consequência disso o poder de polícia PODE SER coerção com base na supremacia do interesse publico sobre o particular.

    Terceiro: O principio da presunção de inocência é cabível apenas para o devido processo legal, não houve acusação, apenas uma abordagem que, o Estado detém poder, como supramencionei.

    Quarto: O BB é uma S/A, integrante da Administração Pública Indireta e, está submetido além de ser de Direito Privado as regras do Direito Administrativo, incluindo os Agentes que lá trabalham, independemente de função. Devem cumprir a moralidade no caput do art. 37 da CF, cumprir as normas, leis infraconstitucionais e, principalmente nossa Magna Carta.

    Obs: Veio de SP pro MA obter beneficio previdenciário, com certeza é objeto de suspeição e digno do agente chamar a polícia.

    Esse tumulto no banco totalmente desnecessário, pois o técnico bancário tem que agir conforme o seu regulamento e o ordenamento jurídico brasileiro, contudo, a policia também.

  7. Igor gama Borges

    Ação totalmente desproporcional para o fato ocorrido, se a senhora for conduzida para uma sala, para que houvesse uma analise de seus devido benefício, ela deveria sim aguardar lá e isso não se trata de cárcere privado e sim de uma rotina administrativa. Se acaso ocorresse comigo, eu tendo razão aguardaria o mesmo, ser feito e tomaria quaisquer outras providências como processo por constrangimento ilegal ou danos morais, por vias legais. Agora quanto ao fato dos VIGILANTES da empresa Ostensiva e não seguranças do BB, foi uma ação totalmente errada, pois usaram de força desproporcional para o momento, atirar e por em risco a vida de todos ali foi de uma burrice sem fim, ainda mais que o Vigilante é um segurança patrimonial e não tem poder de polícia. Isso eu vejo muitos vigilantes confundirem seus papeis em bancos e correios. Cada um faz sua função e eles não tem que agir da forma como agiram, assim se tornam mais um elemento pra por fogo na questão, algo que não seria da alçada deles. Agora o rapaz que atirou mostrou um descontrole emocional, como eu que sou morador do Cohatrac vou agora a essa agência sabendo que tem um viligante desses lá, que a qualquer momento pode sacar de sua arma e atirar pra qq lado, sendo que posso ser atingido por uma bala perdida?

  8. Marcio gueds

    Vi O video, ESSA empresa como todo ( A de SEGURANÇA OSTENSIVA. ) É. UMA EMPRESA TOTALMENTE DESPREPARADA. EU MESMO APANHEI NA CX ECONOMICA DA COHABE POR UM SEGURANÇA DESSA MALDITA EMPRESA. ESTOU PROCESSANDO TANTO A CX QTO ELA ( OSTENSIVA )
    MUITO REVOLTANTE ME SENTI NA SITUACAO DELA.
    ISSO NUNNNCA FOI EMPRESA, PEGAM QUALQUER UM E COLOCAM COMO SEGURANÇA COLOCANDO A VIDA DOS CLIENTES EM RISCO.

  9. rosa

    Semana passada os estelionatario entraram na agência levaram grande quantia de dinheiro e ninguém fez nada dogoi descoberto muito depois isso aconteceu em vvários bancos do bb como a importância era alta ainda trataram com maior respeito a bandida

  10. victor

    Não sei onde viram que a mulher não está incapacitada para o trabalho… esta incapacitado não significa esta prostrado em uma cama ou hospital… de acordo com o seu trabalho vc pode esta incapacitado até se estiver com problemas psicológicos, agora alguém aqui sabe da vida da senhora para saber por quais problemas ela passa? Deter a mulher Contra sua vontade é cárcere privado sim é o BB não tem autonomia para fazer isso, segurança atirar em local fechado nem se fala, ainda mais esses seguranças de empresas privadas que se acham PM por portarem uma arma… então senhor ou senhora que come foi abaixo… vc tem que estudar mais

  11. Sensacionalismo.

    “E durante o tumulto, um dos seguranças do banco deu um tiro em direção ao marido de Teresa Cristina, colocando em risco a vida de várias pessoas.”

    Largue de mentira, tem um vídeo da verdadeira situação, o próprio filho dela agrediu fisicamente, empurrando-o, em contrapartida o segurança deu tiro para que mantivesse a ordem.

    Acessem o vídeo completo no canal do Neto Ferreira:

    https:// http://www.youtube.com /watch?v= _ nOfhKmLxMM

  12. Quem tem boca fala o que quer!

    Nossa quanta autoridade comentando aqui, não?!
    Alguns aqui cometeriam os MESMOS erros que o banco e seus funcionários, pois se acham acima de qualquer um e tem a competência zero para ver diferença entre verdade e mentira.
    Só para lembrá-los a senhora não era e não é estelionatária e o seu auxílio do INSS não é uma fraude, portanto deveriam rever os seus “conceitos” e parar de julgar o que não está em julgamento que é a idoneidade da senhora.
    Cabe processo de Cárcere Privado, Injúria e Difamação, Tentativa de Homicídio… Só para começar.

  13. O cara

    Pra mané que falou que teve estelionatário que aplicou golpe e saiu sem ninguém fazer nada A CULPA É DO BANCO TAMBÉM.
    Primeiro por que usa um sistema falhado que possibilitou a fraude. Logo, mesmo com tal ocorrido, os demais clientes não se tornam bandidos, ou todos vamos ser presos logo que formos “suspeitos”.
    Primeiro se faz a investigação. Depois que vêm a acusação.

  14. Tango

    a velha foi presa por estelionato

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários