Poder

Prefeitura de Codó vai pagar R$ 10 milhões em combustíveis

Em apenas dois anos, a empresa Júlio César Machado Alencar faturou quase R$ 14 milhões com fornecimento de combustíveis

zitoZito Rolim, prefeito de Codó, não brinca em serviço e nem perde tempo quanto a questão é celebrar contratos superfaturados. No dia 25 de janeiro deste ano, o Município firmou mais sete contratos suspeitos com duas empresas, para o fornecimento de combustível e Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) à Prefeitura de Codó, até o dia 30 de dezembro. As parcerias duvidosas custaram aos cofres públicos a exorbitante quantia de R$ 10.004.500,00 milhões.

As empresas ganhadoras do processo licitatório foram: Júlio César Machado Alencar, detentora de quatro contratos, com o faturamento de R$ 9.725.500,00; e Revendedora de Gás Butano São José, com três contratos, que totalizaram R$ 279 mil.

De acordo com as publicações, extraídas do Diário Oficial do Maranhão, aparecem como contratantes: o Fundo Municipal de Saúde, Fundo de Assistência Social, Fundo de Manutenção da Educação Básica (FUNDEB) e a Prefeitura Municipal de Codó.

O pior, é que a parceria milionária com a empresa Júlio César Machado Alencar não é de hoje. Em janeiro de 2015, a empresa firmou três contratos com a prefeitura de Codó para prestação do mesmo serviço, pelos absurdos R$ 3.895.310,00. Em apenas dois anos, a empresa faturou R$ 13.620.810,00. Se comparados os valores obtidos em 2015 e 2016, percebe-se que a quantia deste ano foi muito superior a do ano passado, quase R$ 6 milhões a mais. Essa parceria precisa ser investigada com urgência, a fim de evitar novas trapaças e responsabilizar os  autores pela prática criminosa.

codó


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários