Poder / Política

As fraudes continuam no Hospital Macrorregional de Coroatá

Várias irregularidades consentidas pela coordenadora de enfermagem.

O Blog já denunciou, mais de uma vez, o esquema fraudulento que está ocorrendo no Hospital Macrorregional de Coroatá. As denúncias relataram a máfia das horas extras, os abonos de faltas de alguns enfermeiros fantasmas e o sumiço do livro de ponto; tudo orquestrado pela coordenadora de enfermagem da unidade, Tatiana Peixoto Vasconcelos Conceição (Reveja). Mesmo com todas essas irregularidades, nenhuma providência foi tomada e os envolvidos continuam ‘trabalhando’ no hospital.

Novas denúncias foram enviadas ao Blog. Desta vez, as queixas referem-se a quantidade insuficiente de enfermeiros por plantão para atender a demanda de pacientes, apenas um profissional para cuidar de 12 leitos de UTI; o que segundo a denúncia é proibido por lei. Ainda de acordo com as informações, é comum em dia de domingo, o enfermeiro plantonista faltar e um técnico de enfermagem assumir o setor de Pronto Atendimento. Uma verdadeira ilegalidade, consentida pela coordenadora Tatiana.

As denúncias referem-se ainda, ao fato do supervisor Jackson assumir a função dele e de um enfermeiro faltoso, ao mesmo tempo. Enquanto os profissionais do esquema criminoso recebem seus salários sem trabalhar, sobrecarregam os que de fato trabalham e comprometem o atendimento na unidade de saúde; prejudicando a saúde dos pacientes.  Os profissionais que reclamam ainda sofrem perseguição por parte da coordenadora. Um verdadeiro absurdo.

Nas imagens abaixo, é possível ver algumas alterações feitas no livro da unidade. É possível verificar também, o nome do enfermeiro Jackson em várias plantões. Confira:

 


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “As fraudes continuam no Hospital Macrorregional de Coroatá”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. decepcionado

    O verdadeiro culpado disso é o sub secretario Carlos Lula que é também o presidente da Emeserh … Ele ao invés de esta olhando e fiscalizando isso, não faz nada … fica dentro do gabinete o dia todo em reunião so Deus sabe quem é não fazendo nada … deixa várias pessoas esperando para serem atendidas e por hr marcada … Não entendo o que o Governador Flávio Dino permite esse tipo de situação … é esse o governo da mudança … pela Amor de Deus governador tire este cidadão da pasta da saúde … Ele está acabando com ela.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários