Poder

Ambulância de Santa Inês ainda não foi devolvida para Prefeitura

A ambulância foi abandonada pela equipe do vice-prefeito Edinaldo Alves Lima no período em que ele esteve no cargo de prefeito.

A atual administração da Prefeitura de Santa Inês (gestão Ribamar Alves) está à procura de uma ambulância abandonada pela equipe do vice-prefeito Edinaldo Alves Lima no período em que ele esteve no cargo de prefeito. Através de pessoas que transitam pela BR-135 (que liga Santa Inês a São Luís), a atual gestão foi informada de que o veículo encontra-se estacionado em um posto de combustíveis do setor Periz de Baixo, às margens da BR. Porém, até o fechamento desta matéria, o diretor de Transportes não recebeu as chaves nem a documentação para proceder a remoção da ambulância.

Este é só mais um exemplo de descaso daquele que dizia que iria ser um gestor que trabalharia de forma transparente e em conformidade com a lei. Outras situações como o não pagamento da folha de servidores e a não coleta de lixo ampliam o quadro de desgovernabilidade pelo qual Santa Inês ficou entre os dias 17/02 e 07/03.

Adquirida com recursos próprios durante a gestão Ribamar Alves, a ambulância (marca Renault Master, placas OJN-5436) ficou à disposição da administração do vice-prefeito Dino de PT e as chaves e documentos foram recolhidos pela pessoa que se disse diretora de transportes, a qual repassou ao motorista de plantão, para que o mesmo fizesse a remoção de um paciente até a capital São Luís.

Consta que durante a viagem, realizada no último dia 04/03, o veículo apresentou problemas, tendo o condutor estacionado o carro em um posto às margens da BR.

O atual diretor de Transportes da Prefeitura de Santa Inês procurou a Delegacia de Polícia, onde registrou Boletim de Ocorrência por Crime Contra o Patrimônio do Município. Segundo o denunciante, até o fechamento desta matéria (31/03) tanto as chaves como os documentos não haviam sido devolvidos à Prefeitura.

_MG_7020

amb-santinesr


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários