Poder

Maranhão é alvo da operação da PF que investiga fraudes em obras de ferrovias

Ação desta sexta é um desmembramento da Lava Jato. Alvo é fraude em licitações nas ferrovias Norte-Sul e Integração Leste-Oeste.

1_pf1-211696

A Polícia Federal realiza, nesta manhã desta sexta-feira, dia 26, a Operação ‘O recebedor’, que é um desdobramento da Lava-Jato, que investiga corrupção na Petrobras. Os agentes fazem diligências em seis estados – Paraná, Maranhão, Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Goiás – e no Distrito Federal. Serão cumpridos sete mandados de condução coercitiva, quando a pessoa é levada para prestar esclarecimentos e depois liberada, além de 44 de busca e apreensão.

As ações de hoje ocorrem com base em informações colhidas em depoimentos de acordos de leniência e de delação premiada. Os agentes buscam suspeitos e provas sobre a suspeita de pagamento de propina para a construção das ferrovias Norte-Sul e Integração Leste-Oeste. Entre os crimes estão a formação de cartel, lavagem de dinheiro e o superfaturamento de obras públicas

As empreiteiras faziam contratos simulados a um escritório de advocacia e mais duas empresas em Goiás, que eram utilizadas como fachada para a movimentação ilícita do dinheiro. Os valores eram provenientes de fraudes em processos de licitação do setor.

Este é o segundo desmembramento da Lava-Jato. O primeiro foi a Operação Cratons, realizada em dezembro de 2015. Na ocasião, a PF investigou crimes ambientais e comércio ilegal de diamantes em Rondônia.

Correio Braziliense


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários