Poder

Empreiteiras do MA ficam praticamente de fora do Projeto Ferro Carajás S11D da Vale

Projeto que tem como investidor a Vale, terá um custo de R$ 6 bilhões, valor esse que o empresariado local foi contemplado em menos de 10%.

S11D: Projeto da Vale.

S11D: Projeto da Vale.

O maior investimento ferroviário da Vale dentro do Maranhão que terá custo elevado de R$ 6 bilhões, o Projeto Ferro Carajás S11D (antigo Projeto Serra Sul), não contemplará de forma significativa os empresários que atuam no ramo da construção civil no estado.

A S11D servirá para implantação de um complexo minerário na região da Serra dos Carajás, mais exatamente da subdivisão chamada Serra Sul, para exploração do minério de ferro do bloco D do corpo geológico S11 (S de Sul).

Os investimentos que deveriam girar pelo menos 50% em torno de contratações de empresas maranhenses não chega a 10%. A grande maioria de empresas contempladas nos bilhões investidos são de fora do Brasil, a exemplo de empreiteiras de Portugal.

A Vale expandirá a atividade mineradora de Carajás com a logística do investimento nas instalações que ficarão situadas na área de território da Floresta Nacional de Carajás. O maior projeto de mineração de ferro da história poderia ter como prioridade parceiros institucionais o empresariado local, mas, é claro, se a secretaria de Industria e Comercio do Governo do Maranhão atuasse em favor da causa, buscando reuniões com representantes do alto clero da Vale.

Um fato que não aconteceu.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários