Poder

Produtor nega acusação de cobrar propina para abandonar licitações

O empresário José Carlos Maia Lopes Filho, proprietário da empresa J. C. M. Lopes Filho, acusado de cobrar propinas para abandonar licitações em municípios do interior do estado, como Santa Rita, Morros, Bacabeira, que tem como objetivo contratar produtor de eventos para realizar o carnaval, se pronunciou, através de nota, sobre a matéria “Empresa de fachada é acusada de cobrar propina para abandonar licitações” (Reveja) divulgada neste Blog, no final da tarde de ontem (19).

O dono da produtora afirmou que a empresa J.C.M. Lopes Filho é legal, pois tem todas as documentações que comprovam este fato e já ganhou diversas licitações..

Além disso, José Carlos disse, que foi ele quem recebeu ligações de vários empresários ofertando propina para desistir dos processos licitatórios. Assegurou, também, que outros produtores de eventos chegaram a ligar para o proprietário de uma casa de show de São Luís para reforçar o pedido de abandono.

IMG-20160120-WA0016

IMG-20160120-WA0015

IMG-20160120-WA0017

IMG-20160120-WA0018

IMG-20160120-WA0019

IMG-20160120-WA0020

IMG-20160120-WA0021


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários