Poder

Fantástico fará reportagem de suposto estupro em Santa Inês

image

O repórter Marcos Losekann, do programa dominical “Fantástico”, da Rede Globo, está na cidade de Santa Inês é prepara uma reportagem sobre prefeito Ribamar Alves (PSB), que foi acusado de estuprar uma garota de 18 anos.

Losekann chegou ao Maranhão e fará cobertura completa do suposto estupro que levou para cadeia o prefeito da cidade, inclusive, chegando a ter prisão preventiva decretada na noite de ontem (31), em decisão do plantonista de 2º Grau do Tribunal de Justiça do Maranhão, desembargador Froz Sobrinho.

A matéria deve ser veiculado no programa Fantástico, na noite de domingo (31), a nível nacional e internacional. A reportagem vai contar detalhes do encontro da jovem com o prefeito que acabou resultando em relação sexual no Motel Arco-íris, localizado em Santa Inês.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Fantástico fará reportagem de suposto estupro em Santa Inês”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Carlos Mourão Neto

    Me causa estranheza uma vítima de estupro, ter descido do carro num motel, entrou no quarto quando poderia ter fugido e não tem sequer marcas, arranhões e roxos de luta corporal, como realmente vemos em casos de estupros. A pergunta que não quer calar: Por que ela não fugiu assim q desceu do carro no motel? Por que não gritou? Por que a vítima não tem marcas de luta corporal quando a mulher se recusou de transar? Não devemos defender um estuprador claro. Mas, também não devemos presumir que houve estupro, quando sequer tem marcas de recusa ao sexo. Ela já tem 18 anos e dizem que não é santa e que consta até fotos nuas em sites….

    Mais uma vez a precipitada polícia do Maranhão clama mídia. Caso igual daquele ônibus detido cheio de adolescente que estavam numa festinha tomando caipirinha escondido dos pais! E a polícia perdendo tempo com crianças tomando hifi quando deveria combater crimes na rua. Neste caso, ainda gastou combustível de helicóptero, tomando tempo do judiciário e prejulgando os casos só em busca de holofotes.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários