Poder

Polícia Federal faz busca e apreensão na casa de Lobão

Diretor financeiro da UTC Walmir Pinheiro, ligado ao do dono da empresa, Ricardo Pessoa, afirmou que entregou propina para André Serwy, intermediário de Lobão.

Senador Edison Lobão.

Senador Edison Lobão.

A Polícia Federal cumpriu na manhã desta terça-feira (15) mandado de busca e apreensão na residência do senador Edison Lobão, do presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em Brasília. Outro alvo da PF também foi o deputado federal Aníbal Gomes (PMDB-CE).

De acordo com informações, agentes da federal participam da operação denominada Catilinárias, que é resultado da Operação Lava Jato.

Lobão é investigado pelo Ministério Público Federal e aparece em vários depoimentos de delatores como beneficiário de propinas, durante sua gestão como ministro de Minas e Energia. A última delação que cita o peemedebista é do ex-diretor financeiro da UTC Walmir Pinheiro, ligado ao do dono da empresa, Ricardo Pessoa.

Ele contou que em razão da participação da empresa no consórcio vencedor para realizar as obras da usina de Angra 3 foi acertada R$ 1 milhão para Lobão. O dinheiro foi recebido pelo intermediário conhecido como André Serwy.

Lobão também aparece na delação do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa. No depoimento de Costa, ele cita uma entrega de R$ 2 milhões na campanha de 2010 para Roseana Sarney.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, autorizou busca e apreensão na residencia do senador Edison Lobão, a pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários