Brasil / Poder

Polícia Federal apura desvios em contratos de R$ 39,5 bilhões

Foram abertos cerca de 9.400 inquéritos para apurar diversos crimes, como peculato e corrupção.

Fraudes e desvios em contratos da gestão pública, que totalizam o valor de R$ 39,57 bilhões, estão sendo investigados pela Polícia Federal em vários estados do Brasil, inclusive no Maranhão.

Foram abertos cerca de 9.400 inquéritos para apurar diversos crimes, como peculato e corrupção.

No Maranhão, em 2015, já foram deflagradas várias operações especiais, entre elas estão Cangaço II, Sermão aos Peixes, Attalea, Quilópode e Triângulo dos Precatórios, que tiveram como objetivo de desarticular esquemas fraudulentos que atuavam na administração pública.

A quantia de R$ 39,57 bilhões diz respeito ao valor repassada pelo Governo Federal a diversos setores, com saúde e educação.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Polícia Federal apura desvios em contratos de R$ 39,5 bilhões”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. TUNTUM

    BOMBA.. BOMBA..
    Tema reforma hospital particular para se “apropriar” de equipamentos doados pelo Estado‏

    Do Blog Remi Junior

    tema1-vertO prefeito de Tuntum (distante 365 km da Capital), Cleomar Tema Carvalho Cunha (PSB), pode responder a qualquer momento pelos crimes de responsabilidade e peculato. De acordo com informações, Tema é acusado de apropriar de equipamentos hospitalares, que deveriam estar instalados em unidades de saúde do município, mas foram desviados irregularmente para o Centro de imagens Antonio Joaquim da Cunha, que tem como mantenedora a Fundação de Saúde e Assistência de Tuntum, do qual o próprio prefeito é um dos responsáveis.
    O blog apurou que o Centro de imagens que particular estaria com esses aparelhos há sete anos. Os equipamentos, entre Tomógrafo, raios-X, mesas cirúrgicas, eletrocardiograma, balanças, monitores, oximímetro, cilindros de oxigênio, deveriam beneficiar pacientes de unidades públicas em diversos povoados do município.

    100_4587[1]-tile

    Segundo documentos obtidos pelo blog, todos estes equipamentos apropriados indevidamente pelo Seabra, foram frutos de convênios firmados em 2006 e 2008 entre o governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual da Saúde (SES), com a Prefeitura de Tuntum. Nesse período, o estado foi comandado pelos governadores José Reinaldo Tavares (PSB) e Jackson Lago (PDT).

    COMO FUNCIONAVA?
    Para se apropriar dos equipamentos, Tema firmava contratos – muitos por dispensa de licitação – com a Fundação de Saúde e Assistência de Tuntum para que o Centro de Imagens particular prestasse serviços na área de saúde ao município. Para chancelar a ‘legalidade’ do acordo, o prefeito tuntuense conseguia eleger ‘laranjas’ para presidir da entidade. Conforme documentos obtidos com exclusividades, muitos dos responsáveis que comandam ou comandaram a Fundação de Saúde neste período foram, por exemplo, empregada domestica, assessores, motoristas e o atual presidente de sua Fundação é o vigia da residência do prefeito.

    Tomografo diario 2008-tile
    CASO SERÁ DENUNCIADO

    De posse dos documentos, o editor do blog vai protocolar nos próximos dias uma representação solicitando que o Ministério Público Federal ajuíze uma ação civil pública de improbidade administrativa contra os responsáveis envolvidos para que essas irregularidades não voltem a acontecer e que o responsabilizem os mesmos pelo procedimento.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários