Judiciário / Poder

Inquéritos da PF que Fernando Sarney quer esconder

Relatório da PF diz que Fernando Sarney pertence a uma organização criminosa.

reproducao-da-revista-isto-e-sobre-fernando-sarney-1450745374007_615x300

Documento retirado do site UOL.

O Supremo Tribunal Federal (STF), há quatro anos, mantém processo contra o empresário e dono Sistema Mirante de Comunicação, Fernando Sarney, que pode resultar em prisão preventiva, condução coercitiva ou negar os pedidos formulados pelos procuradores da República.

Fernando Sarney.

Fernando Sarney.

O documento judicial é resultado de quatro inquéritos instaurados, desde 2006, pela Polícia Federal (PF) e Ministério Público Federal (MPF), que dizem respeito a evasão de divisas (Inquérito Policial nº 624/2010), fraudes no setor elétrico e de transportes (IPL nº 494/2010), sonegação fiscal (IPL nº 646/2010) e crimes contra o sistema financeiro (IPL nº 647/2010).

Em 2010, a PF e o MPF finalizaram os autos, onde juntaram diversas provas que sustentam a investigação que está sob sigilo absoluto.

Os relatórios dos inquéritos são de extrema importância para não ter a devida atenção por parte do STF, uma vez que ficou evidenciado a ligação do empresário com o agente da Polícia Federal e ex-secretário de segurança do Maranhão do governo de Roseana Sarney, Aloísio Mendes, que repassava em tempo real todos os passos da investigação. Hoje, Mendes é deputado federal e se elegeu com o apoio do grupo Sarney e do Sistema Mirante.

em-maio-de-2011-o-ministerio-publico-defendeu-no-stj-a-legalidade-das-provas-contra-fernando-sarney-a-questao-subiu-para-o-stf-em-dez

Documento retirado do site UOL Esporte.

Documento retirado do site UOL Esporte

Documento retirado do site UOL Esporte


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários