Poder

Empresários acusados de desvios de verbas em Bacabal são presos

Os empresários foram apresentados, na tarde desta quinta-feira, na sede da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão, na Vila Palmeira.

Casal preso pela Polícia Civil.

Casal preso pela Polícia Civil.

Os empresários Charles da Siva Viegas e Maria José Viegas, donos empreiteira El Berite Construções e Incorporação e Empreendimentos Ltda. que construiu a Estrada do Leite, em Bacabal, foram presos no estado de São Paulo, em decorrência do cumprimento de dois mandados de prisão preventiva.

A prisão do casal  foi  foi articulada pela Polícia Civil do Maranhão e operacionalizada pela Polícia Civil de São Paulo e faz parte da operação “El Berite” deflagrada pela Polícia Civil, através das Superintendências Estaduais de Prevenção e Combate à Corrupção e de Investigações Criminais, nos meses de maio e novembro desse ano, que investiga desvio de dinheiro público na prefeitura de Bacabal e crime de agiotagem no Estado.

Charles e Maria José Viegas já tinham residência estabelecida na capital paulista e eram alvo da investigação, que os localizou e prendeu. Eles responderão, dentre outros crimes, por lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e ocultação de bens.

A investigação da Superintendência de Combate à Corrupção (Seccor) constatou que a empresa El Berite desviou R$ 4,5 milhões e pulverizou o dinheiro para agiotas, servidores públicos e vereadores. A operação foi concluída com a prisão preventiva de nove pessoas envolvidas.

O delegado Leonardo Bastian, que integra a Seccor, informou que o ex-secretário de Finanças de São Mateus e contador do Município, Washington José Oliveira Costa, também teve prisão preventiva cumprida em operação de combate à corrupção no município.

Segundo a decisão da Justiça, ele teria assinado cheques no valor de R$ 110 mil encontrados em poder do suposto agiota Josival Cavalcante da Silva, conhecido como Pacovan, preso na última semana, na segunda fase da operação “El Berite”, que investiga esquema de agiotagem em Bacabal, no Estado.

Alem disso, Josimar Lindoso Aires, envolvido também no esquema, confessou que emprestava dinheiro para a El Berite à juros; Charles Viegas, dono da El Berite, revelou que pegava dinheiro emprestado a juros com Josimar Aires. Ele e a esposa, Maria José dos Santos Viegas, utilizaram a conta de um filho e da irmã de Maria José para desviar parte do dinheiro da construtora.

De acordo com o Ministério Público, que denunciou o esquema criminoso que atuava na administração de Bacabal, a quebra de sigilo mostrou que, além de pequenas transferências e saques para o filho do casal, foi feita uma transferência de R$1.400.000,00 para a conta da cunhada de Charles Viegas, que ele mesmo confirmou ter usado para fazer uma reserva de fundos.

Na operação, já foram presos o ex-prefeito de Bacabal, Raimundo Nonato Lisboa; os ex-secretários da prefeitura, Aldo Araújo de Brito (também ex-presidente da comissão de licitação) e Gilberto Ferreira (ex-tesoureiro); a esposa de Pacovan, identificada como Edna Maria Pereira; e o filho da ex-prefeita da cidade de Dom Pedro, Eduardo José Barros Costa.

Os empresários foram apresentados, na tarde desta quinta-feira, na sede da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão, na Vila Palmeira.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários