Poder

Silêncio foi predominante em depoimentos na CPI da Petrobras

Todos os presos que participaram da CPI ficaram calados

José Dirceu é suspeito de praticar crimes como corrupção e lavagem de dinheiro

José Dirceu é suspeito de praticar crimes como corrupção e lavagem de dinheiro

A partir de hoje (31), até a próxima quinta-feira (03), integrantes da CPI da Petrobras ouvirão os presos e farão acareações entre eles durante sessões no prédio da Justiça Federal, no Paraná.

Os deputados ouviram Jorge Luiz Zelada, ex-diretor da Área Internacional da Petrobras; Otávio Marques de Azevedo e Elton Negrão de Azevedo, executivos da Andrade Gutierrez; e João Antônio Bernardi, funcionário da empresa Saipem.

Além destes, o ex-ministro José Dirceu, que é suspeito de praticar crimes como corrupção e lavagem de dinheiro. Todos os presos que participaram da CPI nesta manhã ficaram calados.

Por recomendação da defesa, Dirceu permaneceu calado tanto na CPI durante a manhã, quanto perante a Polícia Federal (PF) na tarde desta segunda-feira. Dirceu foi preso no dia 3 de agosto, quando a 17ª fase da Operação Lava Jato foi deflagrada. Desde então, ele está detido na carceragem da PF.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários