Poder

Polícia Federal realiza mandato de busca e apreensão na casa de Collor

Senador Fernando Collor

Senador Fernando Collor

Um mandato de busca e apreensão foi realizado na manhã da última terça-feira na casa do senador e ex-presidente da República, Fernando Collor e também nas TV´s Gazeta e afiliada da TV Globo, em Alagoas, que pertencem a família de Collor.

Batizada de Operação Politéia, a ação expedida pelo Supremo Tribunal Federal refere-se aos seis processos instaurados a partir de provas obtidas na Operação Lava-Jato, de acordo com o site do órgão. Collor é investigado por suspeita de participação no esquema de corrupção instalado na Petrobras.

O principal operador do esquema, o doleiro Alberto Youssef, que se encontra preso em Curitiba, no Paraná, disse em delação premiada ter feito “vários depósitos” em nome de Collor. O senador também foi citado pelo dono da UTC, Ricardo Pessoa, em seu depoimento à Justiça.

Segundo a PF, Os mandados, que foram expedidos pelos ministros Teori Zawascki, Celso de Mello e Ricardo Lewandowski, estão sendo cumpridos no Distrito Federal (12), Bahia (11), Pernambuco (8), Alagoas (7), Santa Catarina (5), Rio de Janeiro (5) e São Paulo (5). Cerca de 250 policiais federais participam da ação.

As buscas ocorrem na residência de investigados, em seus endereços funcionais, sedes de empresas, em escritórios de advocacia e órgãos públicos. Foram autorizadas apreensões de bens que possivelmente foram adquiridos pela prática criminosa.

As medidas decorrem de representações da Polícia Federal e do Ministério Público Federal nas investigações que tramitam no Supremo. Elas têm como objetivo principal evitar que provas importantes sejam destruídas pelos investigados.

Os investigados, na medida de suas participações, respondem a crimes de corrupção, lavagem de dinheiro, evasão de divisas, fraude a licitação, organização criminosa, entre outros.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários