Poder

Notas da manhã

Falta de saneamento

Os prejuízos no período chuvoso causados pela falta de saneamento na cidade de São Luís são problemas gerados pela falta de gestão. A inundação ocorrida no Hospital da Criança da capital maranhense no último domingo obriga a prefeitura a tomar providências para evitar que o problema volte a acontecer.

A falta de uma ação preventiva de saneamento e de drenagem que acabou deixando em vulnerabilidade dezenas de crianças em um hospital municipal de São Luís, fato que foi manchete inclusive nos jornais de circulação nacional.

A informação é que setores do Hospital Municipal Odorico Amaral de Matos, conhecido como Hospital da Criança, foram desativados após as dependências da unidade ficarem alagadas com as chuvas que atingiram São Luís.

Ocorre que a inundação da unidade de saúde trouxe muito mais prejuízo para aquelas famílias, em uma total demonstração de falta de respeito ao princípio constitucional de prioridade para crianças e adolescentes.

Em São Luís

A ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), Nilma Lino Gomes, estará em São Luis (MA), na segunda e terça-feira (4 e 5 de maio), para atividades da Caravana Pátria Educadora pela Promoção da Igualdade Racial e Superação do Racismo. Durante os dois dias, a ministra terá encontro com o governador Flávio Dino.

Enquadrando banco

A Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-MA), vai enquadrar as instituições financeiras que atuam no estado para discutir soluções para os principais problemas apontados pelos consumidores em relação a prestação dos serviços bancários. Dentre as queixas recebidas pelo Procon, órgão vinculado à Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop) estão: a demora da fila de espera, falta de distribuição de senhas, recusa de atendimento, não colocação de cartazes que informem telefones de órgãos de defesa do consumidor como o Procon, falta de autoatendimento, falta de banheiros e bebedouros para clientes, além de idosos esperando do lado de fora da agência por atendimento, dentre outros.

72 anos de prisão

O réu Francisco Alves Costa foi condenado pela titular da 5ª Vara da Comarca de Caxias, juíza Marcela Santana Lobo, a uma pena de 72 anos, dois meses e vinte dias de reclusão pelo estupro de duas filhas. Os abusos teriam iniciado em outubro de 2005 e se estendido até maio de 2014, pouco antes da prisão em flagrante.

Disputa

Com uma eleição garantida em São José de Ribamar, Luis Fernando teria evitado falar sobre São Luís. Talvez o medo de ariscar uma candidatura pelo PSDB mude seu trajeto.

Mas, as pesquisas mostram seu nome em uma posição agradável ao ponto de ensaiar uma candidatura na capital com ou sem o apoio de Flávio Dino.

Chantagem

Deputados aproveitam a crise na saúde Pública de Caxias para pressionar o presidente da Assembleia, deputado Humberto Coutinho.

A estratégia deles é usar de algo tão grave para conseguir cargos na presidência. Uma clara chantagem.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

5 comentários em “Notas da manhã”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Leana

    Neto Ferreira batendo sempre na mesma tecla… O hospital esta em reforma meu querido, as medidas para garantir atendimento as crianças foram tomadas… agora em vez de ficar requentando materia, vai atras de noticia…

  2. Zeca

    Enquanto o hospital está em obras não há como evitar que chova e que o predio sofra com a força das chuvas… O que realmente importa nessa história são as crianças que tem atendimento garantido em outras unidades de saúde, no mais resta esperar o resultado da reforma do hospital que é claro que não tem como ficar pronta do dia para noite.

  3. Bruna batista'

    Até onde sei as providências foram tomadas e a galera tem que levar em conta que em período chuvoso acontece esses imprevistos.

  4. Leonardo Santos

    Ainda bem que, todas as crianças foram tiradas em segurança!

  5. Lucas Vinicius

    Como o hospital está em obras,a chuva vem a ser um problema a ser passado,por isso a secretaria de saúde junto a SEMOSP estão tomando todas as providencias necessárias para solucionar o problema.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários