Poder

Bomba! Cheques de construtoras encontrados com agiota Pacovan ultrapassam R$ 1 milhão

Osvaldino Pinho e Ana Raquel Pinho, sócios-diretores da Lastro Engenharia.

Osvaldino Pinho e Ana Raquel Pinho, sócios-diretores da Lastro Engenharia.

Um bolo de cheques de empresas do ramo da construção civil encontrados no cofre do agiota Josival Cavalcante da Silva, o Pacovan, somados ultrapassam R$ 1 milhão de reais. Pelo menos nove folhas de empreiteiras foram apreendidas nas Operações “Maharaja” e “Morta-Viva”.

Dos cheques levados na busca e apreensão aparece dois do Banco do Brasil que foram dados pela Engenharia Incorporações e Empreendimentos Ltda., sob os valores de R$ 814 mil (oitocentos e quatorze mil reais) e R$ 95 (noventa e cinco mil reais).

Outra Construtora que emitiu cheques do Banco do Brasil foi a Lastro Engenharia e Incorporações Ltda., de propriedade de Osvaldino Pinho e Ana Raquel Pinho. Pacovan tinha três cheques de R$ 99 (noventa e nove mil reais), R$ 98 (noventa e oito mil reais) e R$ 97 (noventa e sete mil reais).

A GPS Construções e Locação Ltda., teve cheque da Caixa Econômica Federal também encontrado no cofre no valor de R$ 4.900,00 (quatro mil e novicentos reais). A empresa N E Transporte e Locações Ltda., deu cheque do Banco HSBC no valor de R$ 50 (cinquenta mil reais).

Por ultimo, a R2FC Engenharia e Arquitetura Ltda., teve dois cheques capturados da Caixa Econômica Federal no valor de R$ 61 (sessenta e um mil reais), datados em 27 de abril deste ano e outro de R$ 99.993,14 (noventa e nove mil novecentos e noventa e três reais e quatroze centavos), datado em 18 de maio.

A Polícia Civil e o Grupo de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) apontam que Josival Cavalcante da Silva, o Pacovan, mantinha em sua residencia cheques de construtoras que totalizam R$ 1,3 milhão.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários