Poder

Agiotagem: políticos do PSB serão investigados

Ribamar Alves, Roberto Júnior e Miltinho, prefeito de São Mateus.

Ribamar Alves, Roberto Júnior e Miltinho, prefeito de São Mateus.

Três políticos do partido PSB serão investigados em esquema de agiotagem nos próximos dias. São eles o vereador Roberto Rocha Júnior, o prefeito de Santa Inês, Ribamar Alves e o prefeito de São Mateus, Miltinho Aragão. As operações “Maharaja” e “Morta-Viva” desencadeadas no dia 4 de Maio investiga crimes de agiotagem no Maranhão.

O vereador Rocha Júnior tem seu nome atrelado ao agiota Josival Cavalcanti, o Pacovan, depois que foi encontrado pela Polícia Civil um cheque do Banco do Brasil no valor de R$ 120 mil do vereador, no cofre do empresário.

Na mesma situação se encontra o prefeito de São Mateus, Miltinho Aragão. Um cheque no valor de R$ 106 mil da prefeitura também estava em poder do agiota. Após o surgimento do cheque, o tesoureiro da Prefeitura Municipal, Washington Costa, renunciou o cargo e assumiu a culpa pelo ocorrido.

Para o prefeito de Santa Inês, Ribamar Alves, a situação é ainda mais complicada, já que durante investigação da Polícia Civil foi descoberto que não somente um, mas vários cheques da prefeitura estavam em posse de Pacovan. Segundo informações, a quantidade de folhas de cheque era tão grande, que dava, inclusive, para fazer um talão.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

3 comentários em “Agiotagem: políticos do PSB serão investigados”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Anonimo

    Falta o cheque do agiota pedro teles de barra do corda.

  2. Anonimo

    No valor de (DUZENTOS MIL REAIS) e tambem com Deputado seu agiota irmão Rigo teles.

  3. ze Alfredo

    Eu quero é fotos e valores dos tais cheques da prefeitura de santa Inês.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários