Poder

Rogério Cafeteira cometeu crime

O deputado estadual e líder do governo Rogério Cafeteira (PSC), confessou durante sessão plenária na manhã desta terça-feira (14) de ter emprestado dinheiro para a campanha da deputada Andreia Murad (PMDB).

O parlamentar revelou abertamente no meio da sessão, de que fez uma transferência no valor de R$ 300 mil para a então candidata, o que caracteriza crime contra o próprio deputado ao fazer uma doação ilegal e certamente não declarou.

“Diz que minha campanha é milionária, que é a mais cara da história e desceu da tribuna dizendo que me emprestou R$ 300 mil. Caixa 2 ou Vossa Excelência é agiota?”, questionou a líder da oposição ao deputado.

“Eu vou lhe dar a oportunidade de esquecer a questão dos R$ 300 mil e agiota eu nunca fui porque eu nunca tive dinheiro para emprestar para ninguém”, explicou o deputado se defendendo da acusação da peemedebista. “E eu vou dizer a agência, a Itaú Personalité da Avenida dos Holandeses”, continuou Cafeteira, revelando o nome e endereço da agência de onde partiu a transferência dos R$ 300 mil.

Em dado momento da discussão, o líder de governo acusa Andrea de se fazer de vítima por ser mulher. Ele aproveitou também para culpar o ex-secretário, Ricardo Murad de ter fraudado e escondido documentos da SES, dificultando o trabalho de duas auditorias. Entre os documentos que Murad teria dado sumiço, estão o contrato da PMR, empresa de táxi aéreo contratada para servir a Secretaria.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários