Poder

Roseana Sarney teve segunda maior evolução patrimonial depois do esquema da Petrobras

Governadora Roseana Sarney

Governadora Roseana Sarney

A ex-governadora, Roseana Sarney, é a segunda figura política da lista de envolvidos no Lava-Jato com maior evolução patrimonial durante o período em que funcionou o esquema de corrupção na Petrobras. É o que afirma um levantamento do jornal carioca O Globo em matéria publicada ontem (15).

A lista, baseada nas declarações de bens apresentados à Justiça Eleitoral, assegura que entre 2006 e 2010, a filha de Sarney teve um aumento de 4.438 porcento saindo da casa dos R$ 220 mil e saltando para R$ 9,9 milhões. Na sua frente está apenas o deputado Vander Loubet (PT-MS) com o maior crescimento.

Nomes conhecidos como do ex-presidente Fernando Collor (PTB-AL) e da senadora e ex-ministra da Casa Civil Gleisi Hoffmann (PT-PR) também aparecem na lista dos que enriqueceram rapidamente permitindo a compra de mansões, carros de luxo, lanchas e fazendas.

O delator e ex-presidente da Petrobrás, Paulo Roberto Costa, afirma que Roseana recebeu R$ 2 milhões em 2010 a pedido do ex-ministro Edison Lobão. Este, por sua vez, não aparece na lista levantada pelo O Globo.

O nome do deputado Federal, Waldir Maranhão, também aparece. Segundo a publicação, entre 2006 e 2010 o maranhense teve uma evolução de 121 porcento saindo de R$ 324 mil para R$ 719 mil declarados.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários