Poder

Ministério Público vai acionar gaúcha por difamar cultura e chamar maranhenses de malandros

Os promotores de Justiça José Augusto Cutrim Gomes e Joaquim Junior, se manifestaram, na manhã desta segunda-feira (02), em rede social, para informar que o Ministério Público do Maranhão (MP-MA), vai tomar as providências na Justiça contra gaúcha Isabela Cardoso, autora de insultos contra a cultura maranhense.

De acordo com o Joaquim Júnior, o fato é considerado criminoso pela legislação. O promotor Augusto Cutrim foi taxativo ao afirmar vai cobrar sanções penais pelo crime de racismo. “Vamos representar pela aplicação de sanções penais e civil cabíveis, principalmente pela prática do crime de racismo”.

A empresa Susano Papel e Celulose encaminhou nota ao Blog do Neto Ferreira negando que Isabela tenha vinculo com a empresa. Confira abaixo:

Em relação a post publicado em rede social no último domingo (01), no qual uma suposta ex-funcionária da Suzano Papel e Celulose fez comentários desrespeitosos à cultura maranhense e à cidade de Imperatriz (MA), a Suzano esclarece que tal pessoa nunca fez parte do quadro de colaboradores da empresa, mas que, independentemente disso, a empresa repudia tal comportamento.

A Suzano ainda afirma que está plenamente satisfeita em estar presente no Maranhão e só tem a agradecer ao povo maranhense pela forma como foi acolhida.

A empresa se coloca à disposição para colaborar com quaisquer investigações que se façam necessárias e reforça que os usuários de mídias sociais são pessoalmente e integralmente responsáveis pelo conteúdo de seus posts.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários