Poder

Promotora investiga falta de merenda nas escolas de Codó

A falta de fornecimento de merenda escolar à escolas públicas de Codó, a 290 quilômetros de São Luís, é alvo da fiscalização do Ministério Público do Maranhão. Nos dois úlitmos anos, o histórico de denúncias sobre a falta de merenda é extenso, no entanto, os pais dos alunos das escolas, ainda, preferem não denunciar.

Em outubro do ano passado, a reportagem flagrou estudantes voltanto para casa mais cedo porque a escola não recebia merenda há meses. Em 2013, a TV Mirante mostrou que um fogão que havia sido comprado para uma escola nunca tinha sido ligado. Na época, a Prefeitura informou que tinha abastecido a escola duas vezes naquele mês.

Nos dois casos, a Secretaria de Educação de Codó justificou a falta de merenda alegando que faltam recursos para abastecer a todas as escolas e a falta de repasse de verba para o município. O ano letivo no município está previsto para começar dia 4 de fevereiro e o Ministério Público já anunciou que a fiscalização será mais eficiente, este ano.

“A população não vem até o Ministério Público dizer que ‘a escola do meu filho está sem merenda escolar’ ou que falta transporte, por exemplo. É um apelo que eu faço à população de Codó: denunciem”, diz a promotora de Infância e Juventude, Valéria Chaib, que lamenta que o codoense não tenha o hábito de denunciar irregularidades nas escolas. (Do G1MA).


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Promotora investiga falta de merenda nas escolas de Codó”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Jansen

    A farra com o dinheiro público em Codó tá escandalosa. Alô MPF e PF !

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários