Poder

Edivaldo Júnior se diz crente, mas engana professores de São Luís

Categoria de professores volta a se mobilizar para garantir o cumprimento do TAC.

O Prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, o secretário de Educação, Geraldo Castro, não tem jeito. Eles vem enganaram vem enganando não somente os profissionais da educação, mas também o Ministério Público Estadual.

Castro não está cumprindo diversas cláusulas do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC 003/2014), que resultou no fim da greve de 105 dias, motivando novas mobilizações na categoria profissional.

Além da morosidade na realização de concurso público e do não cumprimento do prazo para aposentadoria de 449 professores, a prefeitura também deixou de cumprir a cláusula de nº 10 do TAC, que prevê a inclusão dos direitos estatutários (Progressões Vertical e Horizontal, Titulação e Difícil Acesso) na Lei Orçamentária Anual – LOA 2015.

Para confrontar a tentativa de boicote da Prefeitura de São Luís contra os direitos estatutários dos professores, o sindicato motivou a criação da Emenda de Inclusão 041, que visa a incluir as Progressões Vertical e Horizontal na LOA de 2015.

Os direitos estatutários estão previstos em lei, o que dispensaria a previsão em LOA, porém, desobedecer o TAC é uma forma de dificultar a efetivação dos direitos que estão previsto no Estatuto do Magistério e Plano de Cargos e Carreiras.

Diante do recorrente descumprimento do TAC por parte da Prefeitura de São Luís e em vésperas de aprovação da LOA, a presidente do Sindeducação reforça a mobilização da categoria de professores para acompanhar a apreciação da emenda e reafirma o propósito de fiscalização constante das ações do poder público municipal.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

5 comentários em “Edivaldo Júnior se diz crente, mas engana professores de São Luís”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Luis

    Acho justo os professores de fato reivindicarem seus direitos, mas tudo com dialogo… se acorrentar e fazer teatro nao cola mais…

  2. Marcos

    Muito desrespeitoso colocar a religiao do Prefeito nesta questao quer criticar ok.. mas respeite a fé alheia, só pra começar.

  3. Zé Lopes

    O orçamento ja foi aprovado e com certeza deve contemplar o direito dos professores municipais. Vamos aguardar.

  4. PRAZERES

    independente de religião todos que, tem a crença na existência do SER Supremo DEUS é um crente. Isto é pejorativo meus caro e estar também afrontando os princípios da nossa Constituição Cidadã, isso se dar o nome de preconceito de religião, seja mais profissional e não afronte o direito das pessoas como cidadão, pois você também estar sendo atingido ok!!!!!!!

  5. PRAZERES

    Independente de religião todos que, tem a crença na existência do SER Supremo DEUS é um crente. Isto é pejorativo meus caro, e estar também afrontando os princípios da nossa Constituição Cidadã, isso se dar o nome de preconceito de religião, seja mais profissional e não afronte o direito das pessoas como cidadão, pois você também estar sendo atingido ok!!!!!!!

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários