Poder

Edivaldo Júnior mente e traz ônibus velho para São Luís

Edivaldo Holanda Júnior mostrou o lado mentiroso ao apresentar o ônibus que começou a operar em caráter experimental, desde a semana passada na capital maranhense. Ocorre que mentira tem perna curta: o veículo já foi usado em Belo Horizonte, pela Rodopass de propriedade do empresário Romeu Aguiar, dono do Grupo Primor/TCM de São Luís.

O mais grave é que os veículos chegaram à capital maranhense com quatro anos de uso. O monitoramento do ano de fabricação dos ônibus foi através do Sinesp Cidadão – aplicativo para celular criado pela Secretaria Nacional de Segurança Pública Agora – que permite ao usuário do transporte coletivo verificar o “prazo de validade” dos veículos.

As informações disponibilizadas pelo sistema, constatou-se que o ônibus articulado, de placa HBZ – 5918, foi fabricado em 2010.

Os veículos que não serviram mais para a capital mineira chegaram a São Luís, com quatro anos de uso.

O empresario Romeu Aguiar que comanda um suposto monopólio do transporte na Região Metropolitana, com linhas na Raposa, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e São Luís, perdeu a concessão na capital mineira para Auto Omnibus e resolveu trazer seus veículos para São Luís.

IRREGULARIDADES NA LICITAÇÃO DO TRANSPORTE – Outro assunto que diz respeito ao Edital de Formação de Cadastro de empresas especializadas em transporte de passageiros interessadas em participar da licitação das novas linhas de ônibus do sistema integrado de transportes que, segundo ele, possui vários vícios.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Edivaldo Júnior mente e traz ônibus velho para São Luís”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Anônimo

    Tem um dito popular que serve direitinho para carapuça de muitos, falam tanto da corja sarney e já estão praticando igual, o pior é que ainda se diz Evangélico e fica compactuando com sujeiras como essa.
    Esse cidadão nunca me enganou, tomara que perca nas próximas eleições.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários