Poder

Esfaqueado em festa de Roberto Rocha confirma participação de sobrinho de assassino

As vítimas confirmaram em delegacia e em depoimento prestado no hospital que o estudante Diego Polary, foi um dos autores do trágico acontecimento que culminou na morte do assessor do eleito senador Roberto rocha, na madrugada de hoje (06).

Conforme já noticiado, a confusão aconteceu na saída da festa de comemoração, onde o estudante e o seu tio, já identificados (pelas próprias vítimas) como protagonistas do homicídio do assessor e das outras duas tentativas de assassinato, utilizaram-se de um arma branca (faca) para atentar contra as vítimas, em razão de uma discussão.

Tudo aconteceu porque os dois agressores danificaram vários carros que estavam estacionados na rua onde estava acontecendo a festa e, após o assessor conversar amigavelmente, foi surpreendido com agressões de ambos, dentre as quais, duas punhaladas covardes e cruéis que ceifaram sua vida.

image

Ato contínuo, Diego deu prosseguimento às agressões e desferiu novas facadas contra a vítima Alexandre, irmão do falecido assessor, que encontra-se em estado grave na UTI do Hospital São Domingos.

A outra vítima, identificada como Kelvin Chiang (26), psicólogo, foi alvejado covardemente com um golpe de faca nas costas, ao tentar proteger a quarta vítima que havia caído, identificado como Wesley Carvalho, único jovem que não sofreu golpe de facas em razão da arma ter ficado cravada nas costas de Kelvin.

Em seguida, os agressores empenharam fuga para dentro da residência vizinha de onde ocorreu o evento, local, inclusive, onde foi posteriormente preso em flagrante o agressor Carlos Marão Filho.

As últimas informações são de que Diego Polary ainda se encontra foragido e a família do jovem tenta, desesperadamente, negar o ocorrido, com notas em redes sociais.

Porém, como já dito, as próprias vítimas sobreviventes afirmaram, de forma clara e expressa, a participação e co-autoria do Estudante, que foi o responsável por boa parte das agressões que levaram ao óbito o assessor Brunno Matos e culminou no atual estado de periculosidade que afeta as vítimas, estando em grave risco de morte.

A família aguarda que a justiça seja feita e que todos os responsáveis sejam punidos pelos atos criminosos, bárbaros e covardes acima relatados.

NOTA DE PESAR

A Prefeitura de São Luís manifesta pesar pelo falecimento do servidor Brunno Eduardo Soares Matos, ex-assessor jurídico. Ele foi morto na madrugada desta segunda-feira (6), vítima de ato de violência.

Advogado e ex-secretário geral do PSB, Brunno atuou na assessoria jurídica do Município.

O prefeito Edivaldo e os servidores da Prefeitura de São Luís lamentam o ocorrido e solidarizam-se com a família e amigos, neste momento de dor.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

2 comentários em “Esfaqueado em festa de Roberto Rocha confirma participação de sobrinho de assassino”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Ellis

    Lamentável e revoltante. É pra entristecer qualquer coração. Atos covardes e de marginais. Deviam estar drogados. Que Deus conforte o coração da família do Bruno, principalmente da mãe, que deve estar inconsolável num nomento como esse. Sou mãe e não me vejo perdendo meu filho, ainda mais de forma tão brutal.

  2. Queila

    Lamentável perda , foi um choque a menos de uma semana , ele esteve comigo e até brincou comigo , quando adentrei a sala e lá ele estava , peguei um susto,brincalhão era bruno.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários