Poder

Chamem a polícia! Prefeito de Nunes Freire gasta quase R$ 2 milhões com combustível

O escândalo envolvendo Marcel Curió afronta a impessoalidade, moralidade e legalidade da gestão pública.

O Ministério Público do Maranhão deve abrir investigação para apurar um escândalo com recursos público nos contratos da Prefeitura de Governador Nunes Freire.

De acordo com documento exibido abaixo, mostram o prefeito Marcel Everton Dantas Silva (PV), desafiando os órgãos fiscalizações e celebrando um contrato com sinais de superfaturamento.

Marcel Curió, como é mais conhecido, direcionou um contrato de quase R$ 2 milhões para empresa V.Rodrigues Melo-EPP, com a finalidade de fornecer combustível as secretarias.

Em análise do Blog do Neto Ferreira com a Polícia Federal, foi constatado a irregularidade devido o órgão de combate ao crime possuir 40 veiculos circulando diariamente e não tem um gasto que chegue a R$ 600 mil por ano. O que é bem diferente da gestão de Curió.

Ocorre, porém, o escândalo envolvendo a Prefeitura de Governador Nunes Freire afronta a impessoalidade, moralidade e legalidade da gestão pública.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

3 comentários em “Chamem a polícia! Prefeito de Nunes Freire gasta quase R$ 2 milhões com combustível”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. J Martin

    Não é possível!!!!!!!! todo dia tem uma denuncia comprovada,por esses bravos profissionais de blog’s,sobre algum superfaturamento em algum município.Srs.membros do Ministério Público!!!! saiam do ar condicionado e tomem providencias que lhes são atribuídas,e pagas com recursos públicos….será possível!!! Não adianta mudar de Governador,se os prefeitos continuarem com essas corrupções,sem punição….p…q…p!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  2. paulinho

    isso foi para abastecer os carros do moral, da campanha do moral”

  3. anonimo

    http://www.clodoaldocorrea.com.br/2014/10/prefeito-de-maracacume-promete-teto-de-igreja-em-troca-de-votos-para-adriano-sarney/

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários