Poder

Doleiro Youssef fará delação premiada para entregar os propineiros do governo Roseana

Preso pela Polícia Federal no Hotel Luzeiros, em São Luís, o doleiro Alberto Youssef assinou ontem quarta-feira (24), em Curitiba, delação premiada com o Ministério Público Federal. Ele fez isso para reduzir sua pena quando a Justiça Federal julgar e condenado.

Youssef foi preso em março durante a Operação Lava Jato, da Polícia Federal, acusado de chefiar um esquema de lavagem de dinheiro e evasão de divisas que teria movimentado cerca de R$ 10 bilhões.

Ontem mesmo, o doleiro fez seu primeiro depoimento classificado como bombástico, na sede do Ministério Público Federal.

A contadora Meire Bonfim revelou no mês passado o esquema de suborno no Governo Roseana, do qual o doleiro ofereceu R$ 6 milhões para receber a divida do precatório de R$ 120 milhões da empresa Constran. Em depoimento, ela informou que a Constran ofereceu R$ 12 milhões a Youssef em pagamento para conseguir fazer o governo Roseana Sarney sanar a divida.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários