Poder

Ao invés de fazer concurso público, Teresa Murad contrata cooperativa

Ela celebrou contrato em Coroatá de mais de R$ 13 milhões.

A prefeita Teresa Murad, mãe da candidata a deputada Andrea Murad, ambas do PMDB), encontrou um meio fácil de não realizar concurso público para contratação de servidores.

Ela acaba de contratar em Coroatá a Cooperativa Maranhense de Trabalho e Prestação de Serviços (COOPMAR), pelo valor simbólico de R$ 13.64 1.600,00 (treze milhões, seiscentos e quarenta e um mil e seiscentos reais) para executar serviços auxiliares operacionais e apoio administrativo em caráter complementar ao município.

Com as cifras milionárias da cláusula contratual celebrada no dia 12 de agosto, a prefeitura vai contratar ou já contratou centenas de pessoas que podem ou não atuar como cabos eleitorais na campanha de Andrea Murad. Além de Coroatá, a Prefeitura de Matinha contratou e depois faz aditivo com a mesma cooperativa.

O que não pode é o Ministério Pública da cidade assistir passivamente a utilizada de cooperativas para contratar e driblar a determinação legal da exigência do concurso público nas esferas municipal, estadual e federal.

Aliás, o marido da prefeita, Ricardo Murad é useiro e vezeiro na contratação de funcionários pela via terceirizada para fugir do concurso. E assim ele vai indicando quem entender para ser funcionario publico e cabo eleitoral. Abaixo o contrato:


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

5 comentários em “Ao invés de fazer concurso público, Teresa Murad contrata cooperativa”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Caio

    A Prefeitura de Rosário tambem e essa empresa digo empresa porque cooperativa é quando é uma opção dos funcionários, é enrolada por não respeitar direitos trabalhistas em Paço do Lumiar e outros municipios.

  2. scorpion

    esse dono dessa empresa deve ser um laranja, pois esta empresa foi criado no dia 27/11/2012 apos a eleição que ela ganhou,pode pesquisar o cnpj dessa empresa na receita federal, e com isso resolveram cria essa empresa para ninguém não perceber essa maracutaia, a família MURAD gosta de pessoas que são escravo e vão usar essa empresa para escraviza se ela gosta-se de liberdade varia concurso público aí eu pergunto ao funcionário da prefeitura de coroatá e ao funcionário da saúde do estado vocês são liberto ou são escravo, eu digo que eu sou livre e não sou obrigado a votar na filha deste secretário de saúde

  3. Maria

    A família Murad nunca fez, nesses anos todos que passou no poder, concurso publico em Coroata. O único concurso que teve, quem fez foi o prefeito anterior e mesmo assim, Ricardo Murad fez tudo para que ele não acontecesse. Até agora, Tereza ainda não disse que veio. A PREFEITURA MUNICIPAL não é usado deste que ela assumiu, pagando alugueis altíssimos aos seus aliados, as ruas continuam esburacadas, e arvores sendo derrubadas sem um motivo claro, talvez só para fazer d conta que está fazendo alguma coisa.

  4. celio

    Aqui em miranda tambem tem uma cooperativa de trabalho e nao recolhe os encargos trabalhistas de seus fumcionarios. alem disso sua sede é em sao luis como pode deslocar tanta gente pra coroata e rosario ao mesmo tempo ….alo MPF

  5. jorge

    se for uma cooperativa de fato esses 14 milhoes deveram ser divididos entre os cooperados. mas comcertesa deve ir pro bolso do dono que nao esta no contrato ou ata.. esse deve ser um laranja apenas e ganha um salario minimo

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários