Poder

Secretário indicado por Flávio Dino deixa alunos sem aulas em São Luís

O minúsculo conhecimento em gestão público do secretário de educação afetará alunos da rede municipal.

Secretário Geraldo Castro ao lado de Flávio Dino.

Secretário Geraldo Castro ao lado de Flávio Dino.

Indicado pelo presidente da Embratur, o secretário de Educação do Município de São Luís, Geraldo Castro Sobrinho, vem dando demonstração de desinteresse quando se trata no ano letivo de dezenas de alunos.

O comunista que segue orientações de Flávio Dino, esqueceu que ontem, dia 10 de fevereiro, data do início do ano letivo, e resolveu deixar quase 10 escolas sem aulas, prejudicando o futuro da nação brasileira: as crianças.

Conforme levantamento do Blog do Neto Ferreira, as escolas José Assub (Anil), Azulão (Cidade Olímpica), UEB Ribamar Bogea (Cidade Olímpica), UEB Leonel Brizola (Turu), UEB Maria Firmina (anexo do Menino Jesus de Praga), UEB Frederico Chaves (Ilhinha) e Casa familiar Rural não tiveram aulas. O motivo ainda é desconhecido.

Embora o comunista Geraldo Castro se esforce para se manter na pasta, seu minúsculo conhecimento em gestão pública afetará o desenvolvimento educacional dos alunos da rede municipal de São Luís.

A péssima atuação do secretário de Educação chegou a ser questionada na sessão de ontem (10) na Câmara de Vereadores. Fábio Câmara afirmou possuir a documentação necessária para cobrar as devidas providências.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

6 comentários em “Secretário indicado por Flávio Dino deixa alunos sem aulas em São Luís”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Antonio Ribeiro

    Isso é sério mesmo? Gente, justiça tem que ser feita: Geraldo está DEMONSTRANDO SIM INTERESSE na EDUCAÇÃO!E as mais recentes ações que ele tem feito, como distribuição de livros e fardamento, construção de creches, professores sendo empossados? Isso o senhor não reconhece? Preferes pegar um caso isolado e generalizar dessa forma para prejudicar a imagem política? Deixa de picuínha política! Pq se tem uma coisa que posso dizer, é que Geraldo Castro veio para fazer e ser a mudança na educação e, isso, ele tem tirado de letra!

  2. Cecília Maia

    Caro, Neto Ferreira essa tua “matéria” lógico que rolou grana entre você e o Fábio Câmara, pois existe isso muito bem entre vocês dois!!! Vc é realmente sem noção quando diz, que o professor Geraldo “vem dando demonstração de desinteresse quando se trata no ano letivo de dezenas de alunos”. Ele é o melhor secretário que tem nessa administração, tem desenvolvido um belo trabalho, agora pra quem vive de politicagem, sempre vai está com esses tipinhos…recalque, né Fábio Câmara???

  3. CARLOS FILHO

    MAIS NÃO FOI ESSE O SECRETÁRIO QUE PRETERIU A CARA METADE,DEIXANDO UM PREFEITO COME QUIETO DE SANTA INÊS,O TALZAO RIBAMETE ALVETE PINTAR E BORDAR,ENQUANTO ELE BABA O PVO DE FLAVETE DINETE.KKKK….

  4. Moacir Raposo

    Tenho visto argumentos e ações que desmistificam os boatos acima, em que a educação municipal tem dado um grande avanço e destaque nas ações que vem sendo realizadas e como prova podemos ver o que vem sendo divulgado nos meios, tais como a entrega de materiais pedagógicos às escolas do município que não recebiam tais materiais desde 2008, projetos em parceria com o CNE para melhoria no setor educacional, construções e aprimoramento de creches para educação de base e entre outros projetos voltados para o segmento. Tudo isso não seriam mera coincidência ou obras eleitoreiras como a da má gestão anterior a do caostelo.

  5. Dilamar - Barra do Corda

    Todos sabem que você tá recebendo pra criar esses fatos. Você tá se passando por um verdadeiro idiota.

  6. Profª Socorro

    Caro blogueiro, eu ouso discordar, pois esse secretário tem o melhor desempenho na gestão de Edivaldo. Chega a ser ridículo o conteudo da postagem. Faltou dircenimento, pelo que vejo, o problema apontado, além de mal colocado, não corresponde em realidade as ações feitas pela secretaria. É bom lembrar, que com Castelo, o ano letivo começava em abril. Me poupe!

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários