Poder

Promotor foi o responsável pela ação contra Pirata da Litorânea

Promotor Cláudio Guimarães.

Promotor Cláudio Guimarães.

Não é de se estranhar de onde tenha partido a ordem para remoção do carro modelo fusca de Antonio Carlos, conhecido como Pirata, de um estacionamento da Avenida Litorânea, em São Luís-MA.

Segundo nota da Prefeitura de São Luís, a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) foi obrigada através de Ofício assinado pelo Promotor de Justiça, Cláudio Guimarães.

Na verdade, todos sabem da conduto ilibada do promotor Guimarães, embora tenha pecado ao comover os maranhenses com sua postura diante do caso do do Pirata da Litorânea.

O prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PTC), a ele pouco interesse em manifestar solidariedade e ajudar de alguma forma um cidadão de bem. Portanto, nada mais pode se esperar de uma gestão catastrófica e apagada.

Abaixo a nota da Secretaria de Comunicação:

NOTA DE ESCLARECIMENTO – Retirada de veículo da Avenida Litorânea

Acerca da ação de retirada de veículo da Avenida Litorânea, a Prefeitura de São Luís esclarece que:

1. A ação da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) atendeu recomendação do Ministério Público Estadual (MPE), por meio do Ofício n° 009/2014 – 2ª PJCEAP, assinado pelo Promotor de Justiça, Cláudio Alberto G. Guimarães;

2. O prefeito Edivaldo Holanda Júnior determinou à SMTT a apuração imediata da ação realizada, na última quarta-feira, 12, na Avenida Litorânea para retirada de automóvel;

3. A apuração apontará se houve excessos cometidos por servidores da Prefeitura. Se constatados tais excessos, serão adotadas medidas cabíveis;

4. Uma equipe da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas) fará levantamento da situação do proprietário do Fusca recolhido para assegurar a assistência que for necessária.

São Luís, 13 de fevereiro de 2014.

Secretaria Municipal de Comunicação


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

7 comentários em “Promotor foi o responsável pela ação contra Pirata da Litorânea”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. José João Macedo

    Está corretíssimo o Sr.Promotor.Zelando pelo espaço público e turístico.

  2. jOÃO

    TEM NADA HAVER…
    O CARA NUNCA ENCOMODOU NINGUEM, FICA LA DE BOA NA DELE, SE FOSSE UM DAQUELES DROGADOS DOS SEMAFOROS A PREFEITURA DAVA APOIO NO CAPS, PORQUE VAGABUNDO TEM VEZ POR AQUI. JÁ UM CARA DA PAZ DE BOA TEM QUE PASSAR POR UMA HUMILHAÇÃO DESSSAS..

    EDIVALDO HOLANDA MEU BOM…

    VC VAI PASSAR UMA VERGONHA A NIVEL NACIONAL NO CALDEIRÃO PODE TER CERTEZA.

  3. Fabiana Santos

    O problema é que o povo não sabe diferenciar as coisas, não podemos nos deixar levar pela situação social do dono do fusca e querermos dar apoio para uma situação irregular. Ao fazermos isto estaremos dando margens para muitas outras situações irregulares do nosso estado e páis que culminam em crimes de corrupção e que consequentemente é o que tras a pobreza do País.

  4. Clovis

    e o funcionario da prefeitura q foi fazer o recolhimento do fusco tá com habilitação vencida há dois anos isso é correto vao tomar no c#..vcs q acham q a administração tá certa..eles só punem quem nao tem dinheiro..pois a maioria sao mercenários..é pra passar em rede nacional isso..

  5. Luciano Huck vem ao Maranhão para ajudar Pirata da Litorânea « Neto Ferreira – Conteúdo Inteligente

    […] A ação realizada por Guardas de Transito de São Luís, foram realizada após recomendação através de Ofício assinado pelo Promotor de Justiça, Cláudio Guimarães (reveja). […]

  6. Eduardo Rodrigues

    Fabiana Santos e José Joao Macedo,vcs estao certissimos.

  7. Armando Serejo

    Armando Serejo

    Dr. Cláudio Guimarães. Quando pensamos que já vimos de tudo de horrendo e asqueroso, eis que me vem o senhor, um Promotor de Elite, um homem de vasto conhecimento Jurídico, Pós-Doutor, altamente capaz de combater o crime em sua raiz, corrupção na política e seus milionários desvios de verbas públicas, perdendo o que deveria ser o seu precioso tempo com o “Pirata da Litorânea”, que é uma vítima desse sistema abjeto, um sem nada, justamente para lhe tirar a única coisa que essa criatura tinha além do dia e da noite, ou seja, o seu carro que lhe servia de moradia. A impressão que tenho é que nosso Maranhão não tem jeito, sem falarmos senhores que seu ato além de imoral, tanto que causou o repúdio de toda sociedade ludovicense, constituiu-se em ato de extrema covardia. Pois duvido eu que tal promotor tenha coragem de expurgar algum politico corrupto de sua mansão e depois de provar que tal bem foi adquirido com fruto de ilícito penal pedir o perdimento de tal bem em favor do Estado. Infelizmente, neste caso, não foi promovida a justiça.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários